Confira a palmeira nativa Butiazeiro, que produz o saboroso fruto Butiá

Existem diversas espécies de palmeiras butiazeiros, aqui no sul as espécies mais comuns são as palmeiras Butia capitata  e a Butia eriospatha. As diversas espécies de Butiá ocorrem espontaneamente em todo Rio Grande do sul e até a Bahia e Minas Gerais. Crescem também nos campos do Uruguai, espécie característica do Bioma Pampa.

Butia capitata 02
Butia capitata – Butiazeiro no Sicredi – Foto: Helena Schanzer

Algumas destas espécies de palmeiras podem atingir até 7 metros de altura, só que demoram muitos anos para chegar lá. A palmeira Butiá é muito rústica, resistente à geada e é muito usada no paisagismo.  Cresce bem no nosso litoral. É muito ornamental pelas folhas verdes acinzentadas. Os frutos são apreciados pela avifauna. O fruto é usado para fazer licor de butia, vendido nas estradas para o litoral do RS. Também é usado para fazer um delicioso sorvete de butiá. O fruto também é chamado de coquinho. Os frutos  são ricos em carotenóides, vitamina C , pró-vitamina A e proteínas. As amêndoas, no interior do caroço, são ricas em óleos comestíveis.

sicredi-av.assis brasil
Palmeiras butiá no Sicredi, av. Assis Brasil paisagismo de Helena Schanzer – foto: Helena Schanzer

O manejo do Butiazero se reume a podar as folhas secas e velhas.  Deve ser plantada no sol pleno. Tolera ventos. É uma planta muito resistente à pragas e doenças. Deve ser irrigada somente em condições de clima seco. Estas palmeiras vivem algumas décadas.

butia
Fruto verde do butiazeiro – Foto: pixabay
Jair Gilberto Kray Flora Digital -UFRGS
Cachos com fruto butia maduro – Foto: Jair Gilberto Kray Flora Digital -UFRGS

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *