Sabia que a oliveira é uma das árvores mais longevas?

A oliveira é uma das árvores com maior longevidade. Existem exemplares com mais de 2 mil anos de vida! A oliveira, Olea europae,  é originária da região do Mediterrâneo e pode atingir altura de 7 a 11 mt. O fruto da oliveira é a azeitona de onde se extrai o óleo de oliva, rico em propriedades medicinais. A árvore da oliveira é cultivada para exploração das azeitonas e também no paisagismo e arborização urbana devido ao seu aspecto ornamental e rusticidade. Hoje em dia, existe uma tendência de plantar oliveiras grandes no jardim.

oliveiras antigas com rebrotes prontas para plantio
Foto: Mauro Aguiar – Oliveiras antigas com rebrotes prontas para plantio em embalagens grandes

Para saber mais sobre esta planta bíblica, conversei com o engenheiro agrônomo Mauro Aguiar, que cultiva um viveiro especializado em oliveiras.

Porque esta moda ou tendência de plantar oliveiras aqui no sul?

Quando voltei em 2009 de Portugal eu sabia que logo a oliveira seria utilizada como ornamental, pois ela já era uma planta de eleição no paisagismo em todo o mundo. Também coincidiu com o início do movimento de plantação de pomares comerciais para a produção e azeite, o que só veio a divulgar mais a oliveira.

olives-357849_1280
Foto: Pixabay – Oliveiras
olives- oliveira paisagismo  blog jardim de helena
Foto: Pixabay – Oliveiras

Fale sobre as peculiaridades da oliveira, porque ela é uma árvore tão especial?

As oliveiras são muito usadas nos países do sul da Europa como plantas ornamentais, (Portugal, Espanha, França e Itália). Esta árvore acompanha a civilização ocidental desde o início com os fenícios, gregos e romanos. Por isto e por todas suas virtudes é conhecida como a “árvore da vida”. Cultivada às margens do mediterrâneo, tem forte ligação simbólica com as 3 principais religiões monoteístas: judaísmo, cristianismo e islamismo. Seus frutos, são consumidos após tratamento e produzem o azeite, alimento saudável por excelência e cada vez mais consumido no mundo inteiro.

olive-trees-108855_1280
Foto: Pixabay – Oliveiras  em Jerusalém, Israel – árvore milenar

Quais vantagens do uso de oliveiras?

São plantas muito  rústicas que toleram ambientes agressivos: litoral, ventos, salinidade, seca. As folhas tem um efeito interessante em dias de vento, pois a página inferior das folhas é exposta, dando um aspecto prateado à planta. São plantas muito adaptáveis à poda, podendo-se trabalhar a sua copa em diversos formatos: bola, taça, bonsai.  É uma espécie ainda pouco utilizada como ornamental no Brasil,  mas já se tem um procura cada vez maior por esta planta.

spain-745937_1280
Foto: Pixabay – Oliveiras na Espanha
Oliveiras antigas
Foto: Mauro Aguiar –  oliveiras antigas com rebrotes prontas para plantio em embalagens grandes

Como começaste a cultivar oliveiras?

Sabendo dessas qualidades das oliveiras, fiz uma plantação em 2010 de oliveiras em Taquara, RS e aos poucos o viveiro  foi se especializado em oliveiras, PalmSul. Comprei um campo em estado degradado de oliveiras com 75-80 anos de idade e passei a transplantá-las, tratá-las e enraizá-las em vasos de tela para serem utilizadas como ornamentais. Hoje o estoque já conta com acima de 250 plantas antigas e várias plantas jovens já envasadas em bags ou em fase de transplante para serem utilizadas em jardins.

olive-trees-, oliveira
Foto: Pixabay – Plantação de oliveiras

Quais dicas você dá para plantar a oliveira?

Como já comentado, é uma planta muito rústica. O único cuidado que devemos ter é mantê-la em pleno sol e evitar solos mal drenados, o que a oliveira não tolera. É uma planta excelente para floreiras e cachepots, adaptando-se a terraços ventosos e ensolarados. Pode ser plantada em um pequena elevação no jardim, com uma iluminação por baixo e criamos um forte ponto focal no jardim.

oliveiras  paisagismo jardinagem viveiro
Foto: Mauro Aguiar  – Oliveiras antigas com rebrotes prontas para plantio em embalagens grandes

 

 

2 ideias sobre “Sabia que a oliveira é uma das árvores mais longevas?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *