Terraço se transforma em jardim com acessibilidade

Um terraço aberto com desníveis se transformou em um agradável espaço com jardim acessível para cadeirantes. Para contar sobre como este charmoso terraço ganhou um deque e jardim, conversei com Isabel Locatelli e Luiz Carlos Felizardo. Eles costumam passar  agradáveis momentos ao ar livre no jardim.

Jardim para contemplar -escultura Tenius   Foto: Isabel Locatelli
Jardim para contemplar -escultura Tenius Foto: Isabel Locatelli
Jardim com acessibilidade
Terraço de apartamento se transformou em jardim foto: Isabel Locatelli

A Isabel Locatelli é publicitária e começou sua carreira profissional trabalhando com Eva Sopher, como Gerente de Programação do Theatro São Pedro, em 1984, assumindo depois a Direção Artística do teatro. Após, durante 20 anos, foi sócia da empresa Solé Associados, especializada em projetos de teatros e da PoArt Gerenciamento Cultural, administrando a equipe do Santander Cultural a partir de sua abertura. Atualmente trabalha como produtora cultural independente. Casada com o fotógrafo Luiz Carlos Felizardo, precisaram transformar a varanda e o jardim para ter acessibilidade, pois Felizardo é cadeirante. Eles reformaram o piso da varanda colocando um deque para que todo o apartamento ficasse no mesmo nível e fosse possível ele transitar de forma autônoma entre o apartamento e a área externa.

Terraço de apartamento se transformou em jardim  foto: Isabel Locatelli
Terraço é um jardim foto: Isabel Locatelli

Após a reforma do deque, os inúmeros vasos, plantas e enfeites antigos que  eles possuíam, precisavam ser realocados. Então a Isabel me chamou. Após visitar o local, pensamos como renovar o verde da varanda sem gastar muito e reaproveitando tudo o que já existia de folhagens e vasos. Para revitalizar o jardim , se investiu em um vaso, plantas tipo forrações ( gerânios, temperos e lavandas) e na renovação de toda terra dos vasos por composto orgânico rico em nutrientes.

Pitangueira e enfeites no jardim Foto: Isabel Locatelli

1. Como era o jardim antes?
O jardim possuía um pequeno deck em madeira, que exigia manutenção constante, distante das portas de acesso e o restante do piso era em pedra porosa entremeada de brita.

2. Colocaste um deck para nivelar com a sala? O deque é de plástico? Quais as vantagens?
Instalamos um deck de madeira plástica, que é fabricado reciclando produtos plásticos que são rejeitados por outras empresas, 100% ecológico , resistente à umidade, sendo então mais durável e de baixa manutenção. Agora, após ter ficado com acessibilidade total e ter tido a consultoria para remanejamento das plantas de forma a ficar mais livre a circulação, passou a ser a área nobre da casa !

DSC_0123
Bancos e enfeites dão o charme para o jardim Foto: Isabel Locatelli

3. Quantos enfeites interessantes no jardim:  placa do consultório do pai do Felizardo, esculturas, todos enfeites tem um história para contar?
Sim, nosso apartamento reúne muitos móveis e objetos que são parte de nossa memória afetiva – não gostamos de decoração programada, ela vem junto com nossas vidas e, como diz uma amiga arquiteta, deixamos a “casa conversar conosco”. Assim, temos no jardim uma placa do consultório do Dr. Octacílio Rosa, avô do Felizardo, uma escultura do artista gaúcho Tenius, uma antiga estrutura em ferro que apoiava uma bacia com jarro de porcelana da bisavó do Felizardo, um relevo em bronze do Vasco Prado, um espelho anos 50 do edifício Coral de Atlântida, entre outras coisas.

4. Qual a área do jardim?
O jardim tem, aproximadamente, 23 m2. Ele é utilizado para encontros com amigos e bebendo um bom vinho, para nós dois jantarmos em noites agradáveis, para tomar um chimarrão de manhã, como apoio à área da churrasqueira, que é envidraçada e contígua. Também eu uso como lazer – cuidar das plantas, que é uma excelente terapia. Após ter tido a consultoria para remanejamento das plantas de forma a ficar mais livre a circulação, estamos utilizando em quase todas as noites de primavera.

5. E a horta, o que estás cultivando nos vasos?
Temperos como hortelã, manjericão, manjerona, alecrim, sálvia, salsa, cebolinha, estragão e também iniciando uma tentativa de alface, rúcula e couve.

Jardim para contemplar -escultura Tenius   Foto: Isabel Locatelli
Jardim para contemplar -escultura Tenius Foto: Isabel Locatelli

6. Como que cuidas do jardim?
Em dias de calor rego diariamente à noitinha, mensalmente tiro os inços e estou sempre colocando novas mudinhas para preencher os vasos com as plantas grandes, que coleto em casa de amigos. Também gosto muito de encontrar artefatos de iluminação – quando viajo, trago pequenas luminárias solares, que criam efeitos lindos. Na parede lateral ao espaço da churrasqueira está sempre sendo acrescida de novos vasos, tentando criar um pequeno jardim vertical.

DSC_0092
Jardim para contemplar – vasos na parede Foto: Isabel Locatelli

7. O que mais achares interessante contar para inspirar e dar ideias para as pessoas de como aproveitar um pátio.
Um pátio é um oásis no meio da cidade – visitei mais de 150 apartamentos até encontrar este. A proximidade diária com plantas e a possibilidade de tomar um sol, lendo um bom livro, ou olhar uma linda lua, são inestimáveis. Cultivar os próprios temperos, orgânicos, incentiva a cozinhar, criar novos pratos, saborizar uma água. Também a possibilidade de ter amigos conosco, trazer nossa netinha bebê que está descobrindo o mundo e poderá brincar e sentir aromas diferentes é delicioso.
A consultoria da Helena foi fundamental para criarmos esta ambientação tão gostosa.

Para quem quiser conhecer o livro do fotógrafo Luiz Carlos Felizardo, entre em contato com Isabel por email ou telefone: isabel.locatelli@gmail.com e 51-991136085

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *