Arquivo da categoria: Você é o que você come

Plantando vegetais X comendo e bebendo o que foi plantado. Dicas de plantio de frutíferas, hortaliças e temperos

Saiba o que é alimentação viva e onde encontrá-la

Cuidar da alimentação é a base de uma boa saúde e de qualidade de vida. Uma tendência mundial é a comida viva porque preserva os nutrientes do alimento na medida que os vegetais são usados crus/vivos. Conheça a Urban Farmcy que traz esta proposta inovadora para Porto Alegre. Eles querem provar que a alimentação viva é rica em sabor, em saúde, muito nutritiva e vibrante.

Couve variedade Kale  cultivada em estufa   foto: Emmanuel Denauí
Couve- variedade Kale – cultivada em estufa Foto: Emmanuel Denauí

Estive lá para conhecer e me surpreendi. A idéia dos sócios da Urban Farmcy Tobias Chanan, Bernardo Spilari, Luis Felipe Carchedi e Thiago Loth é que seja uma marca de alimentação que abranja toda cadeia alimentícia, desde o restaurante até o cultivo dos alimentos. Não são usados produtos de origem animal, somente o mel, o pólen de abelha e o ovo, que está em um dos pratos do cardápio. A preocupação com a alimentação busca alimentos puros. Não somente os orgânicos, como vegetais cultivados hidroponicamente e que não recebam agrotóxicos durante o cultivo. Os hidropônicos não são considerados orgânicos mas podem ser tão limpos quanto. Atualmente, cerca de 70% do mix de ingredientes da Urban Farmcy é puro.

módulos estufa de cultivo
Módulo de estufa de cultivo Foto: Emmanuel Denauí – Divulgação

A missão da marca é redefinir o futuro da alimentação, através de um modelo que irá proporcionar escolhas que gerem impacto positivo social, econômico e ambiental. Para isso, a proposta abrange as duas extremidades da cadeia: o cultivo e o consumo, Farm to Mouth. De um lado, a Urban Farmcy desenvolve módulos de produção indoor de alimentos que, futuramente, darão origem a uma rede coletiva, hiperlocal e urbana de fornecimento de vegetais. Na outra ponta, o restaurante busca diminuir o gap existente entre a culinária artística e o que há de mais atual em saúde, nutrição e consciência ambiental.

patio da Urban farmcy
Pátio da Urban Farmcy Foto: Helena Schanzer

Uma das espécies cultivadas nas estufas é a Kale: uma espécie de couve Crespa, símbolo mundial do superfood por ser rica em fitonutrientes e antioxidantes. Hoje utilizam  sementes importadas da Holanda para plantar nos módulos dentro da Casa Urban, de forma hiperlocal.  Além da Kale, também plantam Microgreens de Beterraba, Rúcula, Girassol e Grama de Trigo (Wheatgrass – que extraem a clorofila para fazer sucos). Microgreens são vegetais em seu segundo estágio de vida, no período entre 7 a 14 dias após a germinação, momento com maior intensidade de sabor e densidade de nutrientes.  Devido à curta distância entre o local onde o alimento é cultivado e consumido, pode-se colher os vegetais momentos antes de serem consumidos, o que faz com que os mesmos permaneçam vivos até a hora de serem ingeridos, garantindo maior frescor, textura, sabor e nutrientes.

Módulos estufa de cultivo foto: Emmanuel Denauí
Microgreens na estufa de cultivo foto: Emmanuel Denauí

Com alta concentração de clorofila o wheatgrass, ou grama de trigo, foi escolhido para ser cultivado nas fazendas urbanas da Urban farmcy. Ele é um excelente alcalinizante,  responsável por auxiliar na desintoxicação do organismo, e na melhora do sistema imunológico. Além disso, também é rico em vitaminas e sais minerais. A Urban está desenvolvendo módulos automatizados para o cultivo de vegetais. Com essa tecnologia, querem criar uma rede de produção e fornecimento hiperlocal (urbano) de alimentos. Os módulos estão sendo criados para que possam ser levados para dentro das casas das pessoas. Assim,  qualquer um pode fazer parte da rede de microfazendeiros urbanos da Urban Farmcy e ser remunerado por isso.

Módulos estufa de cultivo foto: Emmanuel Denauí
Módulos estufa de cultivo foto: Emmanuel Denauí

Os “Urban farmers” não usam agrotóxicos. Os alimentos devem ser limpos e puros. Não são orgânicos pois o processo de cultivo é hidropônico. Não utilizam solo, na água colocam os nutrientes minerais, oriundos de rochas, que através da água da irrigação são levados às plantas.

Vantagens deste sistema de cultivo:

-A água é recirculada evitando desperdícios;
-Sem o transporte por longas distâncias reduz-se o consumo de combustíveis e emissão de carbono;
-Produção 365 dias por ano, não há influência do clima. Deste modo não há perda da produção por excesso de chuva, granizo, ventos, etc.
-Alimentos puros: sem utilização de agrotóxicos.
-Através da hidroponia, é  possível ter precisão no fornecimento de nutrientes para o vegetal, o que garante um crescimento saudável.

-Pode-se controlar a iluminação e as plantas recebem a quantidade de luz necessária por dia para poderem se desenvolver com excelência. De um modo geral, temos um ambiente controlado onde os elementos necessários para desenvolvimento do vegetal são entregues dependendo do estágio de vida e suas características próprias.

O restaurante

O restaurante do Urbam Farmcy tem as plantas como base e a técnica Raw como pilar. O cozimento em baixa temperatura é priorizado, até 46° C para manter o alimento vivo e nutritivo, sempre com muito sabor.  Deste modo, o alimento permanece vivo, nutritivo e saboroso desde o momento que é colhido até o momento que é consumido.

Casa da Urban Farmcy: Rua Hilário Ribeiro, 299 – Porto Alegre
Instagram: @urbanfarmcy
Facebook: /urbanfarmcy

VEJA MAIS:

Quer saber a diferença entre cultivo organico e hidroponico? Veja AQUI

Plantas transformam muro em jardim vertical, veja!

Conheça um jardim sustentável

Aprenda a reciclar seu lixo orgânico da cozinha e faça seu adubo

 Siga Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter

 

Chocolate de verdade contém muito cacau

A Páscoa está chegando e só se pensa em chocolate. Quanto contem de açúcar e quanto de chocolate na barra ou no ovo de páscoa que você compra? A maioria dos chocolates que vemos por ai, possui na maior parte açúcar, gordura e pouquíssimo cacau. Ou seja, só engordam sem agregar os benefícios do cacau para a saúde. O cacau é um fruto cujas sementes  são processadas e dali se retira o que será a base do chocolate.  O cacau requer processamento mínimo para preservar todos os antioxidantes e outros fitonutrientes benéficos.

chocolate-amargo
Chocolate amargo com alto teor de cacau foto: Pixabay

O cacau, Theobroma cacao,  é originário do Sul do México, América Central e Bacia Amazônica, onde o cacau se desenvolvia naturalmente em meio à floresta. A árvore do cacau gosta de crescer em meio a outras, em locais meio sombreados. Planta tropical, gosta de calor, podendo florescer duas vezes ao ano. Se desenvolve em terrenos profundos, férteis e úmidos.  Hoje,  o cacau é cultivado mundialmente, sendo a África o maior produtor mundial de cacau, cabendo ao Brasil ( principalmente na Bahia e Pará) o quinto lugar. A Indonésia e o Equador também produzem cacau.

fruto de cacau
Fruto de cacau foto: Pixabay

Comer chocolate acima de 70% de cacau é o ideal para quem busca aliar o prazer do chocolate com a saúde.

bombons de chocolate
Bombons e chocolate -atenção ao teor de cacau e açúcar! foto: Pixabay

Veja:  Receita de sorvete de  chocolate com  100%  de cacau

Siga Jardim de Helena nas redes sociais:
Facebook / Instagram / Twitter

 

Como cultivar o Alecrim

O alecrim, Rosmarinus oficinallis, é uma erva aromática nativa do Mediterraneo  usada na culinária para temperar verduras, pães, frango, carnes e peixes. Agrega sabor às saladas, grãos e legumes. O alecrim é uma planta de uso medicinal. Tem um aroma marcante, suave e o óleo essencial é muito utilizado em aromatizadores e perfumaria. As flores são melíferas ( apreciadas pelas abelhas).

Alecrim em floração  foto: Pixabay
Alecrim em floração foto: Pixabay

O alecrim pode ser plantado através de mudas pequenas e médias ou por sementes (demora mais). O porte adulto deste arbusto é de 0,80 metros ( pode chegar até 1,50 mt!). Corte as pontas dos ramos para usá-los, esta poda estimula o rebrote de ramos novos. Existem mais de 10  variedades de alecrim (algumas mais pendentes e rasteiras).

Rosmarinum officinallis - alecrim
Rosmarinum officinallis – alecrim foto: Helena Schanzer

A planta alecrim gosta de solos bem drenados, com de areia na composição e com matéria orgânica. Gosta de muito sol e entre as regas, deixe o solo ficar seco.

pixabay alecrim  flores
Alecrim flores Foto: Pixabay

Esta erva aromática pode ser cultivada em vaso no sol.

alecrim
Alecrim em vaso foto: Helena Schanzer

 

Jardim comestível: como cultivar pepinos na horta

Cultive e tome chás para lidar com o estresse

Plantas venenosas são mais comuns do que você imagina!

 

Siga Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter

 

 

Veja a colheita de laranjas nas ruas de Sevilha

Nas ruas da cidade Sevilha, na Espanha, são cultivadas árvores de laranja-azeda. A prefeitura colhe os frutos nesta época do ano e vende para uma fábrica local fazer geléia de laranja-azeda.  As flores das laranjeiras são perfumadas e chegam a florescer duas vezes por ano, deixando um aroma maravilhoso na cidade.  Que ideia inspiradora para  nossas ruas, praças e parques!   💡    🙂

Árvore de laranja azeda na rua em Sevilha  foto Dora Schanzer
Árvores de laranja-azeda na rua em Sevilha foto: Dora Schanzer

As árvores de laranja-azeda, Citrus aurantium, são plantadas nas calçadas, praças  parques e ruas de Sevilha. As flores são muito perfumadas e usadas em perfumaria, na época da floração o aroma é enebriante. Os frutos da laranjeira azeda são usados na preparação de doces, geleias e para extração de óleo.

colheita de laranja nas ruas de Sevilha  foto: Dora Schanzer
Colheita de laranja nas ruas de Sevilha foto: Dora Schanzer

Existe uma grande polemica na Espanha em relação ao consumo destas laranjas cultivadas nas ruas poluídas. Na geléia elaborada usando a casca destas laranjas, tal casca  fica exposta  absorvendo todos os gases e produtos tóxicos derivados da poluição urbana, como o chumbo e os metais pesados das emissões dos veículos.

Ruas com árvores de laranjas amargas em Sevilha  foto Dora Schanzer
Ruas com árvores de laranjas amargas em Sevilha foto: Dora Schanzer

A geléia é um produto do sul da Espanha e é exportada. A melhor embaixadora deste produto é a Rainha da Inglaterra, Isabel II, ou Elizabeth II, que no café da manhã somente come esta geléia. A matéria prima se encontra em Sevilha, con 20.000.000 quilos/ano, seguida por outras cidades espanholas, até atingir 24.000 toneladas.

Colheita de laranjas-azedas nas ruas de Sevilha  foto Dora Schanzer
Colheita de laranjas-azedas nas ruas de Sevilha foto Dora Schanzer

Dica para fazer a Geléia de laranja-azeda não ficar amarga:

1. Tirar toda a parte branca da casca da fruta e descartar;

2. Deixar as sementes de molho, depois retirar a película e usá-la para engrossar a geléia.

As árvores de laranja-azeda, plantadas nas calçadas foto: Dora Schanzer
As árvores de laranja-azeda, plantadas nas calçadas foto: Dora Schanzer

Atualizo o post com comentário de um leitor que segue o blog, que perguntou como é a legislação da cidade de Porto Alegre em relação ao plantio de árvores exóticas como as laranjeiras nas ruas. Pesquisei no Plano de arborização urbana de Porto Alegre e vejam o que diz:

Art. 7º- Quanto a melhoria da qualidade de vida e equilíbrio ambiental: I – utilizar predominantemente espécies nativas regionais em projetos de arborização de ruas, avenidas e de terrenos privados, respeitando o percentual mínimo de 70 % de espécies nativas, com vistas a promover a biodiversidade, vedado o plantio de espécies exóticas invasoras.

Então, se pode plantar laranjeiras nas nossa ruas! Mas lembre-se sempre de plantar as nossas frutíferas nativas como o araça-vermelho e a pitangueira que são frutas deliciosas e atraem a avifauna silvestre!

Veja:  como plantar frutíferas em vasos

Saiba: como a flor da laranjeira se transforma em fruto

Jaboticabeira é uma fruta deliciosa!

Floresta de bolso: saiba o que é!

 

Colhendo tomates com os Chefs

Ontem tive um dia incrível! Participei da Colheita dos Chefs promovida pela Isla sementes na horta experimental em Itapuã -RS. A ideia do evento é incentivar o brasileiro a comer melhor. Os técnicos da empresa explicaram tudo sobre o cultivo das diversas variedades de hortaliças e temperos. Como é muita informação para contar,  vou começar com este post sobre os tomates. A idéia da Isla é resgatar o verdadeiro sabor do tomate. Então, pesquisam sobre as características de cada tipo de tomate até desenvolver uma semente com as características desejadas como teor de açúcar, duração pós-colheita, polpa macia.

colheita chef ISLA
Minha colheita na horta da ISLA foto: Helena Schanzer

A ISLA produz 30 variedades diferentes de tomates: tomate  Sicília, que é amarelo e super adocicado, tomate vermelho pequeno Dolceto (da foto abaixo), tomate-Tigre (com rajadas marrom) e outros. Aprendi que certas variedades de tomates devemos cortar em gomos para apreciar o sabor ( e não em fatias). Atualmente, o foco não é mais a produtividade por planta e sim, a qualidade do fruto.

tomates 2
Tomate Dolceto foto: Helena Schanzer

Degustar um tomate é uma arte. Esta tarefa ficou a cargo do chef Marcelo Schambeck que preparou tomates com um vinagrete de maracujá e tartines com flores que foi uma explosão espetacular de sabores.

DSC03287
Chef Marcelo Schambeck e equipe foto: Helena Schanzer

Marcelo Schambeck preparou tartines com flores comestíveis cultivadas na horta: flor de feijão ( adocicada!), cravina, capuchinhas, abóbora.

Tartine com flores do marcelo Schambeck
Tartine com flores do Marcelo Schambeck foto: Helena Schanzer

Os tomates são plantas trepadeiras, necessitam de suporte/apoio para se desenvolverem, reparem que estão plantadas em potes com irrigação por gotejamento.

tomates
Tomates na estufa -são trepadeiras foto: Helena Schanzer
tomates  3
Tomates amarelos e super doces foto: Helena Schanzer

O cultivo das hortaliças é sem agrotóxicos e utiliza métodos de agricultura orgânica tais como mulching, plantas repelentes e outros. O cultivo nas estufas é hidropônico e usam plasticultura.

Veja AQUI a diferença entre cultivo orgânico e hidropônico.

Saiba como reciclar o lixo organico da cozinha AQUI

Como cultivar temperos e frutíferas em vasos

Jardim vertical com orquídeas transforma parede

 

Siga o Blog Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter

 

Jardim comestível: como cultivar pepinos na horta

Plantar hortaliças no jardim é muito gratificante.  Para cultivar pepinos voce precisa de solo fértil, sol e  água. Plantei sementes de pepino em uma sementeira. Quando cresceram (foi muito rápido e sem cuidados especiais),  transplantei para o solo. É possível também cultivar pepinos em vasos de tamanho médio perto de grades e telas para que se apoie.

pepinos e couve recem colhidos foto Helena Schanzer
Pepinos e couve recém colhidos do jardim    foto: Helena Schanzer

O pepino é constituído de 95% de água e nutrientes. É um fruto refrescante para usar em saladas e sanduíches no verão.

Veja aqui o passo a passo para plantar na sementeira

pepinos nascendo na semementeira
Pé de pepinos nascendo na semementeira

A planta do pepino possui flores femininas ou masculinas, por isto, o pepineiro depende da polinização cruzada realizada por insetos como as abelhas, que fazem o transporte do pólen.

cucumber-1409844_1280
Flor de pepino que depois se transforma no pepino
cucumber-1572875_1920
A flor se transforma em pepino

 

trepadeira pepino
O pepino plantado na terra perto da grade
pepino nascendo
Pepino nascendo após 50 dias
flor pepino
Flor do pepino e pepino pronto para colheita

O ciclo do pepino, desde que semeamos a semente até a colheita demora entre 50 a 70 dias, conforme a variedade de pepino plantada. O pepino é uma hortaliça usada em saladas e para conservas.

Veja a diferença: Hortaliças  de Cultivo Orgânico x  Cultivo Hidroponico

 

 

O tempero "Salsinha" pode ser plantado em vaso

A salsinha é um tempero muito usado na culinária diária. Conhecida também como “temperinho verde” dá um sabor especial à comida. É muito fácil de cultivá-la no jardim e em vasos na sacada. Dá para plantar através de sementes ou de mudinhas. Nativa da Europa, da região do Mediterraneo, é cultivada no mundo todo. É a mais universal das ervas aromáticas usadas na culinária do mundo.*

parsley-393028_1280
Salsinha foto: Pixabay

A planta da salsinha tem entre 15 e 30 cm de altura, é perenifólia, mas a planta dura entre um a dois anos, depois perde o vigor ( quando plantada no solo direto, em vasos dura um ano). Gosta de solo rico em matéria orgânica, bem drenado e mantido levemente umedecido. A salsinha gosta de sol, pelo menos 5 horas por dia. É tempero muito resistente para cultivo.

salsinha
salsinha cultivada em vaso foto: Helena Schanzer

O plantio com sementes demora pelo menos um mês até a primeira colheita. É só ir cortando as folhas maiores com tesoura conforme usamos na cozinha, bem fresquinha, colhida na hora.  A planta tem diversos usos na medicina tradicional e na popular.

parsley-246557_1280

Veja como plantar  salsinha ou rúcula AQUI

* Plantas medicinais no Brasil, Nativas e exóticas. Harry Lorenzi e F.J. Abreu Matos. Instituto Plantarum, 2002.

 

Siga o Blog Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter

 

O tempero “Salsinha” pode ser plantado em vaso

A salsinha é um tempero muito usado na culinária diária. Conhecida também como “temperinho verde” dá um sabor especial à comida. É muito fácil de cultivá-la no jardim e em vasos na sacada. Dá para plantar através de sementes ou de mudinhas. Nativa da Europa, da região do Mediterraneo, é cultivada no mundo todo. É a mais universal das ervas aromáticas usadas na culinária do mundo.*

parsley-393028_1280
Salsinha foto: Pixabay

A planta da salsinha tem entre 15 e 30 cm de altura, é perenifólia, mas a planta dura entre um a dois anos, depois perde o vigor ( quando plantada no solo direto, em vasos dura um ano). Gosta de solo rico em matéria orgânica, bem drenado e mantido levemente umedecido. A salsinha gosta de sol, pelo menos 5 horas por dia. É tempero muito resistente para cultivo.

salsinha
salsinha cultivada em vaso foto: Helena Schanzer

O plantio com sementes demora pelo menos um mês até a primeira colheita. É só ir cortando as folhas maiores com tesoura conforme usamos na cozinha, bem fresquinha, colhida na hora.  A planta tem diversos usos na medicina tradicional e na popular.

parsley-246557_1280

Veja como plantar  salsinha ou rúcula AQUI

* Plantas medicinais no Brasil, Nativas e exóticas. Harry Lorenzi e F.J. Abreu Matos. Instituto Plantarum, 2002.

 

Siga o Blog Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter

 

Cúrcuma: cultive esta planta medicinal e tempero poderoso

A Cúrcuma é a planta medicinal do momento. Este tubérculo de cor laranja, muito usado como tempero, tem sabor picante e aromático. O uso da cúrcuma na medicina da India e da China é milenar. Possui propriedades anti-inflamatória, anti-oxidativas, anti-hepatotóxica e anti-hiperlipidêmica. Em benefício da saúde deve ser incluída como tempero nas refeições diárias. A cúrcuma é da mesma familia botânica do gengibre e são bem parecidos (a cúrcuma é menor e por dentro é laranja, o gengibre é maior e por dentro é branco/amarelado. Pode ser cultivada no jardim ou em vaso.

açafrao da terra
Curcuma vendida com tempero em pó foto: Pixabay
Planta e flor da curcuma foto: Wikipedia Commmons

 

turmeric-943629_1280
cúrcuma, tubérculo tem cor alaranjada foto: Pixabay

Para usar a curcuma, retira-se a casca com uma faca. A parte laranja pode ser usada picada ou ralada como tempero. Raspas de curcuma são deliciosas misturadas durante o cozimento da comida no frango, no arroz , em tudo!

A cúrcuma, também chamada de açafrão-da-terra, de nome científico Curcuma domestica* é  originária da India. É conhecida como Turmeric no exterior.

 

Plantio da curcuma em etapas:           fotos Helena Schanzer

1. Deixe o tubérculo de curcuma de molho na água ate brotar. Colocar em vasos com terra fértil e cobrir completamente. Dar o acabamento com cobertura de folhas secas para proteger o solo e melhorar  a condição de umidade do solo.  Plante no sol e regue com frequência. Não gosta  de geadas.

*Plantas medicinais no Brasil, Nativas e exóticas. Harry Lorenzi e F.J. Abreu Matos. Instituto Plantarum, 2002.

Siga Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter

 

Cultive temperos e hortaliças na sacada

Dá para cultivar temperos e hortaliças em uma sacada estreita de apartamento. Precisa de sol e regar em dias alternados. É importante que a terra usada seja rica em nutrientes para as plantas crescerem saudáveis. Os vasos desta sacada foram planejados por mim e pela arquiteta proprietária do apartamento. Veja o que plantamos em vasos de barro pequenos:

horta sacada 1
Alecrim, salsinha, hortelão, salvia e manjericão em vasos Foto: Helena Schanzer
couve em vaso
Horta de couve e hortelã em vaso na sacada
hortaliças e temperos
Manjericão, Salsão, tomilho, couve e hortelã foto: Helena Schanzer
salvia
Na ordem: alecrim, hortelã, salsinha, sálvia e Manjericão foto: Helena Schanzer

 

horta sacada 4
Alfaces e rúculas cultivados em horta vertical
IMG-20160808-WA0022
horta e suculentas na sacada
horta sacada 2
Colocando substrato com composto orgânico nos vasos
mudas
mudinhas de temperos

Ao preparar o vaso para plantar, faça uma camada drenante com brita e bidim.

Siga o Blog Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter