Dicas para quem quer começar a plantar

Você nunca plantou nem um pé de alface, mas adoraria ter suas plantas. Então, este post é para você!

Para começar, saiba o que a planta precisa para viver:

1. Terra/solo/substrato: é onde a planta tem o suporte para se desenvolver, onde as raízes irão crescer e captar os nutrientes que serão fornecidos pelo composto organico/adubação.

limpa gar
Foto: Helena Schanzer – Flor da planta chamada: Limpa – garrafa ou Grevílea

 

2. Água: a planta para crescer e realizar a fotossíntese precisa de água e de luz solar. Então, deve fornecer água e  o ponto de água deve está próximo da planta para facilitar.

SOBRINHO REGANDO O JARDIM DE HELENA
Foto: Helena Schanzer – Pense como vai molhar as plantas

3.  A Planta:   verifique o tamanho dela quando adulta e o espaço que dispõe. Veja qual espécie de planta que você gosta, se cresce no sol ou na sombra.  E pense no tempo que voce dispõe para cuidar.  Nas floriculturas compram-se mudas de plantas  em diversos tamanhos para jardins, hortas e pomares.  Compre uma muda de planta saudável que você conheça a procedência (boas sementes garantem plantas bem desenvolvidas e livre de patógenos).  A horta pode ser feita com sementes, porém demora uns meses a mais para a colheita.

muda  jasmim azoricum
Foto: Helena Schanzer – mudas de plantas trepadeiras de jasmim na floricultura

4. Sol: fundamental para a fotossintese da planta. Para as plantas adaptadas à meia sombra, basta a  luminosidade.

DSC08307
Foto: Helena Schanzer – Para cultivar tomates precisa de sol direto

5. Ar :  a planta precisa de ventilação, de ar para viver – no solo também precisa ter microporos de ar para que não seja um solo enxarcado e sim drenado.

Foto: Helena Schanzer - Flor da Streliza augusta
Foto: Helena Schanzer – Flor da Streliza augusta

6. Onde pretendo plantar?  no solo direto ou em um vaso ou floreira? E o peso  do vaso ou floreira, a estrutura do local prevê?

SICREDI - telhado verde
Foto e jardim by Helena Schanzer – Floreira sobre laje de concreto com plantio de palmeiras – Jardins do Centro Administrativo do Sicredi -Porto Alegre -RS

7. Se for em vaso ou floreira, tem que fazer drenagem, que nada mais é que uma camada de brita ou de sinasita ou de isopor para a água passar.

8. Equipamentos para plantar: pá de jardineiro, regador, mangueira, luvas, irrigadores, tesoura de poda, entre outros.

Cuidados: molhar quando o solo estiver seco e conforme a necessidade da espécie da planta, adubar para repor os nutrientes absorvidos pela planta e observar sempre as folhas se estão verdes, inteiras ou mordidas, pode ser algum inseto (lagarta, formiga, gafanhoto)  atacando ou uma doença ( bactéria, virus ou fungo).  Mãos à obra e boa sorte!

Como plantar mudas de framboesa

Quer aprender como plantar mudas de uma planta de framboesa? A framboesa, Rubus idaeus, é uma planta arbustiva de ramos escandentes (pendentes) que  tem um fruto  saboroso e gosta de clima frio, bem adaptada  aqui no sul. Fotografei todas etapas de replantio da muda . Importante é regar bem após o replantio e adubar para que ela tenha nutrientes para frutificar. Você pode fazer mudas  de  amoreira-preta ( do tipo arbustivo/trepador) da mesma maneira que esta framboesa.

background-2276_1280
Foto: Pixabay – fruto de framboesa
raspberry-368159_1280
Foto: Pixabay – Folha e fruto da framboesa

 

 

Jardim em vasos: que tipo de vaso ou floreira é melhor para plantar?

Cultivar plantas em vasos permite que tenhamos jardim em qualquer espaço. Podemos ter vasos de plástico, de cerâmica natural ou vitrificada, de cimento, de  concreto, e ainda vaso reciclado usando-se tinas de madeira, por exemplo. O peso do vaso é um fator importante principalmente se o local for uma sacada ou  cobertura de casa.

vaso de plástico sacada jardim paisagismo
Foto Helena Schanzer – Vaso de plástico com camarão-vermelho e jasmim perfumado do tipo trepadeira
vasos de ceramica natural com geranio - jardim de helena
Foto: Helena Schanzer – vaso de cerâmica natural com geranios

Os vasos de plástico são tendência atual por serem leves e de baixo custo. Existem hoje muitos modelos que imitam diversos materiais com perfeição.  No mercado vamos encontrar vasos de plástico mais simples até linhas importadas mais sofisticados e até com rodízios embutidos. Os módulos de  vasos plásticos encaixáveis para cultivar uma horta caseira são uma opção interessante.

 

vaso para horta
Foto: Helena Schanzer – Módulos encaixáveis para cultivar horta em casa.

Os vasos de cimento ou concreto são pesados, resistentes e duráveis. E, se não queremos o vaso na cor de concreto, pode-se pintar com tinta PVA na cor desejada.

vasos de cimento
Foto: Helena Schanzer – vasos de cimento e concreto

Os vasos de cerâmica podem ser de barro na cor natural e conferem um aspecto rústico e natural. Os vasos de cerâmica vitrificados são lindos e são ao mesmo tempo artesanais e sofisticados. Os vasos vitrificados vietnamitas são lindos e decorativos, verdadeiras obras de arte.

ceramica vitrificada
Foto: Helena Schanzer – Vaso de cerâmica vitrificado
vasos de ceramica natural jardim paisagismo sacada
Foto: Helena Schanzer – vasos de cerâmica natural

 Para os vasos de concreto, cimento ou de cerâmica, uma dica é pintar com tinta impermeabilizante a parte interna para evitar que fiquem com manchas brancas na parte externa. Já nos vitrificados não acontece isto. Os vasos de madeira e inox são usados como cachepos, ou seja, plantamos em um vaso de plástico e colocamos dentro do cachepo. Plantar direto no vaso de madeira, só se for madeira de lei, cada vez mais rara hoje em dia.

pizaria braz rj frutiferas
Foto: Helena Schanzer – vaso de tinas de madeira com temperos

Existem ainda vasos feitos de fibras naturais (de côco, por exemplo) que são biodegradáveis usados para o plantio de orquídeas e espécies de tamanho pequeno.

Quando plantamos um vaso é importante lembrar que vamos colocar a planta fora do solo natural. Isto quer dizer que a drenagem da água da chuva e da rega não ocorrerá de forma natural. Teremos que criar condições para o escoamento da água. E, prover nutrientes para a planta, já que a raíz não terá onde procurar por estar confinada no vaso.

Em relação ao pratinho que se coloca embaixo do vaso, hoje devido ao problema da dengue, opta-se por não colocá-lo. No caso de usar o prato, a dica é completar com areia fina no prato para que a água não fique acumulada.

Uma boa dica é colocar suporte com rodízios para o caso de eventualmente ser necessário mover o vaso.

Dicas de plantio e drenagem veja aqui.

Plantando vegetação e cuidando da terra