Arquivo da tag: árvores frutíferas

Veja a colheita de laranjas nas ruas de Sevilha

Nas ruas da cidade Sevilha, na Espanha, são cultivadas árvores de laranja-azeda. A prefeitura colhe os frutos nesta época do ano e vende para uma fábrica local fazer geléia de laranja-azeda.  As flores das laranjeiras são perfumadas e chegam a florescer duas vezes por ano, deixando um aroma maravilhoso na cidade.  Que ideia inspiradora para  nossas ruas, praças e parques!   💡    🙂

Árvore de laranja azeda na rua em Sevilha  foto Dora Schanzer
Árvores de laranja-azeda na rua em Sevilha foto: Dora Schanzer

As árvores de laranja-azeda, Citrus aurantium, são plantadas nas calçadas, praças  parques e ruas de Sevilha. As flores são muito perfumadas e usadas em perfumaria, na época da floração o aroma é enebriante. Os frutos da laranjeira azeda são usados na preparação de doces, geleias e para extração de óleo.

colheita de laranja nas ruas de Sevilha  foto: Dora Schanzer
Colheita de laranja nas ruas de Sevilha foto: Dora Schanzer

Existe uma grande polemica na Espanha em relação ao consumo destas laranjas cultivadas nas ruas poluídas. Na geléia elaborada usando a casca destas laranjas, tal casca  fica exposta  absorvendo todos os gases e produtos tóxicos derivados da poluição urbana, como o chumbo e os metais pesados das emissões dos veículos.

Ruas com árvores de laranjas amargas em Sevilha  foto Dora Schanzer
Ruas com árvores de laranjas amargas em Sevilha foto: Dora Schanzer

A geléia é um produto do sul da Espanha e é exportada. A melhor embaixadora deste produto é a Rainha da Inglaterra, Isabel II, ou Elizabeth II, que no café da manhã somente come esta geléia. A matéria prima se encontra em Sevilha, con 20.000.000 quilos/ano, seguida por outras cidades espanholas, até atingir 24.000 toneladas.

Colheita de laranjas-azedas nas ruas de Sevilha  foto Dora Schanzer
Colheita de laranjas-azedas nas ruas de Sevilha foto Dora Schanzer

Dica para fazer a Geléia de laranja-azeda não ficar amarga:

1. Tirar toda a parte branca da casca da fruta e descartar;

2. Deixar as sementes de molho, depois retirar a película e usá-la para engrossar a geléia.

As árvores de laranja-azeda, plantadas nas calçadas foto: Dora Schanzer
As árvores de laranja-azeda, plantadas nas calçadas foto: Dora Schanzer

Atualizo o post com comentário de um leitor que segue o blog, que perguntou como é a legislação da cidade de Porto Alegre em relação ao plantio de árvores exóticas como as laranjeiras nas ruas. Pesquisei no Plano de arborização urbana de Porto Alegre e vejam o que diz:

Art. 7º- Quanto a melhoria da qualidade de vida e equilíbrio ambiental: I – utilizar predominantemente espécies nativas regionais em projetos de arborização de ruas, avenidas e de terrenos privados, respeitando o percentual mínimo de 70 % de espécies nativas, com vistas a promover a biodiversidade, vedado o plantio de espécies exóticas invasoras.

Então, se pode plantar laranjeiras nas nossa ruas! Mas lembre-se sempre de plantar as nossas frutíferas nativas como o araça-vermelho e a pitangueira que são frutas deliciosas e atraem a avifauna silvestre!

Veja:  como plantar frutíferas em vasos

Saiba: como a flor da laranjeira se transforma em fruto

Jaboticabeira é uma fruta deliciosa!

Floresta de bolso: saiba o que é!

 

Sabia que a oliveira é uma das árvores mais longevas?

A oliveira é uma das árvores com maior longevidade. Existem exemplares com mais de 2 mil anos de vida! A oliveira, Olea europae,  é originária da região do Mediterrâneo e pode atingir altura de 7 a 11 mt. O fruto da oliveira é a azeitona de onde se extrai o óleo de oliva, rico em propriedades medicinais. A árvore da oliveira é cultivada para exploração das azeitonas e também no paisagismo e arborização urbana devido ao seu aspecto ornamental e rusticidade. Hoje em dia, existe uma tendência de plantar oliveiras grandes no jardim.

oliveiras antigas com rebrotes prontas para plantio
Foto: Mauro Aguiar – Oliveiras antigas com rebrotes prontas para plantio em embalagens grandes

Para saber mais sobre esta planta bíblica, conversei com o engenheiro agrônomo Mauro Aguiar, que cultiva um viveiro especializado em oliveiras.

Porque esta moda ou tendência de plantar oliveiras aqui no sul?

Quando voltei em 2009 de Portugal eu sabia que logo a oliveira seria utilizada como ornamental, pois ela já era uma planta de eleição no paisagismo em todo o mundo. Também coincidiu com o início do movimento de plantação de pomares comerciais para a produção e azeite, o que só veio a divulgar mais a oliveira.

olives-357849_1280
Foto: Pixabay – Oliveiras
olives- oliveira paisagismo  blog jardim de helena
Foto: Pixabay – Oliveiras

Fale sobre as peculiaridades da oliveira, porque ela é uma árvore tão especial?

As oliveiras são muito usadas nos países do sul da Europa como plantas ornamentais, (Portugal, Espanha, França e Itália). Esta árvore acompanha a civilização ocidental desde o início com os fenícios, gregos e romanos. Por isto e por todas suas virtudes é conhecida como a “árvore da vida”. Cultivada às margens do mediterrâneo, tem forte ligação simbólica com as 3 principais religiões monoteístas: judaísmo, cristianismo e islamismo. Seus frutos, são consumidos após tratamento e produzem o azeite, alimento saudável por excelência e cada vez mais consumido no mundo inteiro.

olive-trees-108855_1280
Foto: Pixabay – Oliveiras  em Jerusalém, Israel – árvore milenar

Quais vantagens do uso de oliveiras?

São plantas muito  rústicas que toleram ambientes agressivos: litoral, ventos, salinidade, seca. As folhas tem um efeito interessante em dias de vento, pois a página inferior das folhas é exposta, dando um aspecto prateado à planta. São plantas muito adaptáveis à poda, podendo-se trabalhar a sua copa em diversos formatos: bola, taça, bonsai.  É uma espécie ainda pouco utilizada como ornamental no Brasil,  mas já se tem um procura cada vez maior por esta planta.

spain-745937_1280
Foto: Pixabay – Oliveiras na Espanha
Oliveiras antigas
Foto: Mauro Aguiar –  oliveiras antigas com rebrotes prontas para plantio em embalagens grandes

Como começaste a cultivar oliveiras?

Sabendo dessas qualidades das oliveiras, fiz uma plantação em 2010 de oliveiras em Taquara, RS e aos poucos o viveiro  foi se especializado em oliveiras, PalmSul. Comprei um campo em estado degradado de oliveiras com 75-80 anos de idade e passei a transplantá-las, tratá-las e enraizá-las em vasos de tela para serem utilizadas como ornamentais. Hoje o estoque já conta com acima de 250 plantas antigas e várias plantas jovens já envasadas em bags ou em fase de transplante para serem utilizadas em jardins.

olive-trees-, oliveira
Foto: Pixabay – Plantação de oliveiras

Quais dicas você dá para plantar a oliveira?

Como já comentado, é uma planta muito rústica. O único cuidado que devemos ter é mantê-la em pleno sol e evitar solos mal drenados, o que a oliveira não tolera. É uma planta excelente para floreiras e cachepots, adaptando-se a terraços ventosos e ensolarados. Pode ser plantada em um pequena elevação no jardim, com uma iluminação por baixo e criamos um forte ponto focal no jardim.

oliveiras  paisagismo jardinagem viveiro
Foto: Mauro Aguiar  – Oliveiras antigas com rebrotes prontas para plantio em embalagens grandes

 

 

Dicas para combater pragas das plantas com produtos que não causam danos ambientais

Aqui vai uma dica para controle des pragas que aparecem no jardim com  produtos que não causam danos ao meio ambiente. Um tipo de inseto que costuma atacar as plantas é a cochonilha.  A cochonilha é um inseto sugador que parasita as folhas e caules das plantas e vai enfraquecendo a planta até ela secar. Para combatê-la, usa-se óleo mineral, óleo de Neem e  solução de sabão neutro com água.  Tais produtos agem somente sobre a cochonilha  e são controles biológicos que não agridem o meio ambiente.

folha do pitosporo infestada no dorso com cochonilha
Folha de arbusto Pitosporo infestada no dorso com cochonilhas Foto: Helena Schanzer
pitosporo com cochonilhas
Arbusto da espécie Pitosporo com manchas nas folhagens causadas pelas cochonilhas Foto: Helena Schanzer

As cochonilhas têm aspecto de pontinhos pretos ou marrons, ou riscos marrons que ao passar o dedo na folha, saem facilmente. Existem cochonilhas que chamamos de farinhentas pois são brancas e parecem farinha na folha, como as da foto.

Para controlar as cochonilhas  com produtos que não causam danos ao meio ambiente,  indica-se o uso do óleo mineral  ou o uso do óleo de Neem. O óleo mineral é derivado de petróleo e o óleo de Neem é derivado da semente de uma árvore, por isto é considerado “sustentável”, já o óleo mineral, não.  Deve-se aplicar com pulverizador  um dos óleos indicados diluidos à 5 %  na água e pulverizar nas folhas ( frente e dorso)  e nos caules do vegetal atacados.  Para usar sabão neutro ( glicerina ou  côco), se faz uma calda leitosa e pulveriza-se nas folhas, frente e dorso. Aplicar no final do dia com clima firme, sem chuva. Reaplicar após 10 dias.

O controle na natureza quem faz é a joaninha que se alimenta  de cochonilhas  e de pulgões. Se usamos agrotóxicos,  eliminamos também a joaninha, que é o predador natural destes insetos. É importante combater pragas e doenças usando soluções ecológicas pois os agrotóxicos podem matar a fauna e desestabilizar  o ecossistema.

   Joaninha come as cochonilahs e é um eficiente controle ecológico
Joaninha come as cochonilhas e é um eficiente controle ecológico Foto: Wikipedia.org –

Veja como controlar lagartas.

O que fazer com as formigas cortadeiras?

Veja como analisar as doenças e pragas das plantas em laboratório

Siga o Blog Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter

 

Férias de julho com as crianças: plante uma horta e faça ioga

Férias de julho e as crianças em casa, haja criatividade para inventar programas, não é?  E como tirar as crianças da frente da tela do computador e do celular? Indico uma atividade que as crianças adoram: mexer na terra e com as plantas. É super saudável, elas se conectam com a natureza e começam a repensar de onde vem os alimentos que comem. Para vocês se inspirarem, mostro uma atividade que organizamos junto com a Lezanfan: uma tarde para plantar hortaliças e temperos na sacada de um apartamento. As crianças se engajaram no plantio e estavam animadas!   Para completar, depois da plantação, as meninas relaxaram com uma sessão de ioga com a professora Juliana Rosa. Foi uma tarde muito diferente e deixou todos, adultos e crianças, felizes e conectados com o que realmente importa: a natureza e o bem estar!

A Luciana Chwartzmann, da Lezanfan, queria fazer uma horta de temperos e ter frutas na sacada do apartamento. Depois de visitar a casa, planejei os vasos e as floreiras com árvores, arbustos, plantas trepadeiras , temperos, hortaliças e as espécies adequadas. Para plantar as frutíferas e preparar as floreiras para o plantio da horta, a equipe da Cauhy Jardins foi encarregada.

Foto: Helena Schanzer  -Sacada de apartamento após projeto de paisagismo  e execução da hortinha nas floreiras
Sacada de apartamento após projeto de paisagismo e execução da hortinha nas floreiras – Foto: Helena Schanzer

Para começar a tarde de plantio, as meninas escreveram com canetas coloridas permanentes em embalagens de isopor (aquelas de hortaliças) para fazer as plaquinhas com o nome de cada plantinha. Olhem nas fotos a fofurice das plaquinhas. Dá para regar o jardim que elas não estragam com a água!

 As crianças escrevendo plaquinhas para a horta  na sacada
As crianças escrevendo plaquinhas para a horta na sacada – Foto: Helena Schanzer
Foto: Helena Schanzer - plaquinhas  de isopor reciclado  com nome dos temperos para a horta  na sacada
Plaquinhas de isopor reciclado com nome dos temperos para a horta na sacada – Foto: Helena Schanzer

A sacada do apartamento bate sol o dia todo, dá para plantar frutíferas, horta, temperos e plantas perfumadas. As espécies de frutas plantadas em vasos foram pitangueira, jaboticabeira,  laranjinha-do-Japão, mirtilo, fissalis e romã-anã.

Foto: Helena Schanzer - Vasos com árvores frutiferas na sacada: na ordem: pitanga-anã, jaboticabeira e mirtilo
Vasos com árvores frutiferas na sacada: na ordem: pitanga-anã, jaboticabeira e mirtilo – Foto: Helena Schanzer

Para plantar a horta podemos usar sementes ou comprar mudinhas das hortaliças e dos temperos. Usando sementes gastamos menos, mas levamos mais 2 à 3 meses a mais para ter o mesmo tamanho que a mudinha de menor porte ( varia conforme o clima e  espécie).

plantando horta caseira
Plantando tempero, Sálvia, na floreira da sacada do apartamento – Foto: Helena Schanzer

A Lu é uma amiga de longa data. Ela trabalha com crianças desenvolvendo atividades lúdicas. Então, no dia combinado para plantar a horta nas floreiras, a Lezanfan trouxe uma turma de meninas fofas de 7 à 11 anos.

mãos das crianças plantando hortinha
Crianças plantado as hortaliças e temperos na horta caseira Foto: Helena Schanzer

As meninas plantaram  temperos e hortaliças tais como: salsinha, rúcula, couve-manteiga, tomates, manjericão, alecrim, manjericão roxo, alface roxa e hortelã.  Depois regaram as plantinhas.  E o toque final  foi  a aula de ioga para relaxar.

Com a mão na terra para plantar! Foto: Helena Schanzer

Siga o Blog Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter

 

 

Banana é saúde no jardim de casa!

Quem não gosta de banana?  Uma fruta saudável, macia, de sabor adocicado e que pode ser consumida in natura ou cozida.  O que você talvez não saiba é que a bananeira é muito fácil de ser cultivada. A bananeira precisa de  sol e de um lugar protegido das temperaturas muito baixas. É uma planta tropical.  A planta da bananeira vai rebrotando e cada planta dá um cacho de bananas e depois a planta-mãe vai secando. Mas antes de morrer, já terá emitido várias plantas filhotes que darão bananas. Pode ser plantada em um vaso grande. A banana é a fruta do momento. Uma fruta super nutritiva que deve ser ingerida diariamente. Rica em potássio, é fundamental para quem malha!

bananas-508711_1280
Flor da bananeira foto: Pixabay

A bananeira, denominada de Musa X paradisíaca*  foi introduzida no Brasil no século XVI e hoje é cultivada por tudo. A bananeira é cultivada em 130 países. Originária do sudeste da Ásia, atualmente é plantada em praticamente todas as regiões tropicais do planeta. É uma das frutas mais populares do mundo.  A bananeira é uma planta herbácea suculenta de porte arbóreo com altura de 2 até 7 metros de altura.

banana-blossom-321128_1280
Cacho de flores da bananeira de onde se abrem inúmeras flores foto: Pixabay

As principais cultivares plantadas no país são a Nanica, banana-d’água, banana-da-terra, banana-maçã, banana-Java entre outras 12 variedades cada uma com características peculiares relativas a doçura, consumo in natura ou cozida, maciez do fruto, sabor, tamanho resistência, clima e produtividade.

bananas-639510_1920
A partir do cacho de flores, cada flor dá origem a uma bananinha – foto: Pixabay

 Veja como plantar  frutíferas na sacada 

banana-shrub-301663_1280
Bananas que nasceram das flores começam a adquirir tamanho – foto: Pixabay
banana-321856_1280
Cacho de bananas junto a planta-mãe foto: Pixabay

Existe uma doença conhecida com mal-do-panamá que é uma ameaça as cultivos de banana nos trópicos. O mal-do-Panamá é uma doença endêmica causada por um fungo de solo e ocorre em todas as regiões produtoras de banana do mundo. No Brasil, o problema é ainda mais grave em função das variedades cultivadas, que na maioria dos casos são suscetíveis.

bananas-504478_1280
Bananas maduras em cachos -foto: Pixabay
plant-677665_1280
Planta da bananeira – planta bem tropical  –  Foto: Pixabay
DSC01087
Bananeira plantada em telhado verde Foto: Helena Schanzer

 

*Frutas Brasileiras e Exóticas Cultivadas de Consumo in Natura. Lorenzi, H., et all, São Paulo: Instituto Plantarum de Estudos da Flora, 2006.

 

Aprenda AQUI a reciclar seu lixo de cozinha para composto orgânico que servirá como adubo para as plantas

 

Siga o Blog Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter

 

 

Jardim sustentável cultiva plantas nativas, tem baixo consumo de água e composteira

Há uns anos atrás criei para uma amiga o jardim da casa (uma cobertura horizontal)  com princípios  de sustentabilidade. No video a seguir voces irão assistir as idéias utilizadas para deixar um pequeno jardim aconchegante e atrativo para a avifauna graças às plantas nativas usadas. Também mostra como fazer compostagem caseira com os resíduos organicos da cozinha.

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=jFlk2tBw9nE]

Programa Estilo Zen –  Lu Adams – TV COM -RBS

O paisagismo sustentável tem uma abordagem diferente do paisagismo usual. Para planejar um jardim sustentável temos que ter uma visão mais holística da natureza. Devemos pensar na água e na energia. Temos que cuidar dos resíduos que geramos e transformá-los em composto orgânico que é um adubo para usar na horta e no jardim. Para ser ambientalmente adequado, o jardim deve ter bastante espécies nativas da região. Ter diversidade de espécies de vegetação, atrai diferentes espécies de pássaros, borboletas, a fauna, além de incrementar a microvida do solo.

Abutilon_megapotamicum WIKIPEDIA
Planta nativa do sul que atrai beija flores, Abutilon megapotamicum

No paisagismo, a abordagem da energia usada deve ser de luminárias com pequenos coletores solares ou lâmpadas  Led.  Em relação a água, deve-se buscar o baixo consumo de água pelas plantas cultivando espécies nativas, rústicas e pouco exigentes em água.  Outro aspecto interessante é o uso de cisterna para coleta da agua da chuva dos telhados verdes para reuso na irrigação e serviços gerais.

Foto: Helena Schanzer  -Salvia guaranitica -Salvia azul - Arbusto
Arbusto nativo: Salvia guaranitica -Salvia azul Foto: Helena Schanzer –

Os materiais usados no jardim devem ser regionais com baixa pegada ecológica, por exemplo: pedras e madeiras  da região. Quanto a vegetação é muito sustentável ter telhados verdes, cortinas e paredes verdes.  Outra característica de um jardim sustentável é que ele seja produtivo, isto é, cultivar espécies frutíferas, ter horta e temperos. E claro, usar espécies vegetais nativas / com baixo consumo de água.

telhado verde
Sustentabilidade com Telhado verde

Não devemos esquecer que o aspecto social também conta pontos. As pessoas envolvidas no projeto e na execução do jardim devem se sentir satisfeitas com o serviço. O trabalho tem que oferecer condições legais e confortaveis , respeitar horários, dar equipamentos e acomodações adequadas.

Para ser sustentável é fundamental que no controle de pragas e doenças não se faça uso de agrotóxicos. Deve-se usar produtos que não poluam nem danifiquem o meio ambiente.

Siga o Blog Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter

Tenha árvores frutíferas em vasos em sua casa ou no apartamento

Você já imaginou colher uma fruta direto do pé na sua casa ou apartamento e sem agrotóxicos? A primeira coisa a se pensar é no espaço físico, além da luminosidade e posição solar e também os cuidados posteriores com a árvore.

Foto: Helena Schanzer
Foto: Helena Schanzer

Para  ter árvores frutíferas em casa ou em apartamento é necessário ter um espaço que caiba um vaso de aproximadamente meio metro de diâmetro, além da copa da árvore e sol direto por pelo menos 6h  por dia. Se for uma sacada ou cobertura de apartamento deve suportar o peso da planta com o  vaso.

Para plantar uma árvore ou arbusto frutífero comece pelo espaço que você dispõe e em função disto escolha a planta. Lembre-se do espaço para a estrutura aérea da árvore, que as raízes irão crescer e ocupar espaço. Depois escolha o vaso. O valor vai depender do material e do estilo. Pode ser de plástico, de cerâmica natural ou vitrificada, de cimento, concreto e ainda, reciclado, usando-se tinas de madeira, por exemplo. Para facilitar a movimentação do vaso coloque rodízios. As vantagens e desvantagens de cada tipo de vaso, fotos de modelos, além de dicas de plantio e drenagem você confere aqui. É importante consultar um engenheiro estrutural para garantir que a estrutura suporta o peso do vaso com a planta em sacadas ou coberturas de apartamento.

Foto: Reprodução / Helena Schanzer
Foto: Reprodução / Helena Schanzer

É fundamental que a planta receba sol, água e adubo para que floresça, frutifique e o fruto tenha nutrientes e água para se desenvolver até o ponto da colheita. Quando estiver maduro, é o momento de saborear a fruta!  Além de fornecer o fruto, ter uma árvore por perto traz mais benefícios: purifica o ar, fornece sombra melhorando a temperatura, humaniza o ambiente e proporciona bem estar na sua casa.

As espécies que se adaptam a vasos e conseguimos comprar preparadas em potes para este fim:

*Limão siciliano – Citrus limon – esta árvore de pequeno porte, de 3 a 6 metros de altura, de folhas perenes produz o limão que é muito usado na culinária. Este é o limão verdadeiro, sendo que a cultivar “Siciliano” é a mais plantada no Brasil. As flores são perfumadas. A casca do fruto é muito aromática e tem propriedades medicinais. Plante em vaso de pelo menos 50 centimetros de diâmetro ou direto na terra do jardim. Veja a dica de plantio aqui.

*Pitangueira – Eugenia uniflora – árvore nativa de pequeno porte.

Pode-se plantar em vaso outras frutas cítricas como limão tahiti, bergamoteira, laranjeira e a laranjinha do japão (kunkuat).

*Fonte: Frutas brasileiras e exóticas cultivadas, Harry Lorenzi et al. São Paulo, Instituto Plantarum de estudos da flora.2006.

 

Veja como plantar  morangos  em casa

Aprenda a cultivar rúcula no apartamento

Qual a diferença entre hortaliça orgânica e uma hidropônica?

 

Siga o Blog Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter

Cultive frutíferas e temperos em vaso: dicas para plantio de limoeiro, hortelã e manjericão

É bem fácil cultivar árvores frutíferas e temperos em vasos.  Basta ter uma sacada ou cobertura com sol. Estas plantas precisam de sol  pelo menos 6 horas/dia. Aqui vou mostrar dicas e as etapas para plantar um vaso com mudas de limoeiro, hortelã, manjericão e os materiais necessários. Esta é um idéia legal para dar de presente, dura muitos anos e ainda rende limonadas, caipirinhas, sucos saudáveis e sem agrotóxicos. É bem simples de fazer.

plantio de limoeiro em vaso com hortelã e temperos
Foto: Helena Schanzer  – Plantando limoeiro, hortelã e manjericão roxo com a pá de jardinagem

Você vai precisar de pá de jardinagem, luvas e os seguintes materiais para plantio do vaso (diametro de 0,40 mt mínimo) muda de limoeiro, mudas de hortelã e de manjericão roxo que são encontrados nas floriculturas ou supermercados. Sempre compre mudas de viveiristas certificados, isentas de pragas e doenças, bem  formadas e embaladas.



Com os materiais e as plantas à mão,  a primeira etapa é preparar a drenagem do vaso, olhe o passo a passo:


Depois que o vaso estiver com uma camada de terra, preparado para receber a muda da árvore de limão- tahiti (Citrus limon), é o momento de preparar o torrão.  Pode-se plantar a muda com este pano de algodão envolvendo o torrão. Eu não gosto, porque demora para se decompor, prefiro retirar delicadamente para não desmanchar o torrão e deixar a terra em contato com substrato. Se deixar o pano, retire as amarras de fio porque não se decompõe.  No inverno, encontra-se a muda neste tipo de embalagem: torrão com raízes embaladas em pano, porque as mudas de cítricos podem ser comercializadas e plantadas desta forma. Para plantar em qualquer época do ano, a muda é embalada em pote plástico com terra. O prato do vaso não é necessário e assim se evita que fique com água acumulada podendo ocasionar  a dengue.



Com a muda de limão plantada, vamos plantar os temperos na volta. Teremos que retirar um pouco da terra para ter espaço para os temperos como a hortelã e o manjericão roxo. Retirar as mudas da embalagem plástica e plantar na terra na volta do torrão do limoeiro. Completar com terra  até cobrir as mudas. Na primeira vez, regar  até sair água do vaso. A rega para manutenção deve ser feita quando a terra estiver começando  a ficar seca.

 

Saiba como plantar árvores frutíferas na sacada de apartamento

Sabia que é possível cultivar árvores frutíferas na sacada e cobertura de um apartamento? E colher os frutos do pé? Dá uma energia incrível para a casa. A condição básica é que as plantas recebam sol o dia todo (ou pelo menos 6 hr). Neste apartamento que fiz o projeto do jardim, foram plantadas diversas frutíferas nas sacadas em vasos grandes de plástico: Lichia, videira (uva), bergamoteira, laranjinha-do-japão (Kunquat) e limão siciliano. Veja neste link o passo a passo para plantar  frutíferas em vaso.

bergamoteira em vaso
Foto: Helena Schanzer – bergamoteira em vaso e gerânios

As árvores frutíferas foram plantadas em vasos de plástico cor marrom.  Estes vasos são leves e resistentes, fáceis de manusear. Para que se desenvolvam, é importante que os vasos sejam grandes para que as raízes tenham espaço para crescerem e a árvore frutificar. Uma mistura de plantas que fica legal é plantar no mesmo vaso uma muda já grande de bergamoteira e mudas de gerânios e hortelã como forrações, olha a foto abaixo. Quando plantamos forrações verdes no vaso, estamos protegendo a terra do impacto da chuva e de aquecer ao sol. Ao mesmo tempo que a forração verde do vaso contribui para diminuir a evaporação da água da rega. E fica mais bonito!

bergamota  e geranio e ceu
Foto: Helena Schanzer – bergamoteira em vaso e geranios
laranjinha do japão
Foto: Helena Schanzer – laranjinha do japão em vaso e gerânios
kunquat - paisagismo em cobertura de apartamento jardim
Foto: Helena Schanzer – laranjinha do japão em vaso e gerânios

Na imagem a seguir vemos as árvores frutíferas  Lichia com videira ( uva) e limão siciliano em vasos na sacada. E para completar o acabamento do vaso, plantei mudas de hortelã.

lichia e limão siciliano paisagismo em cobertura de apartamento jardim
Foto: Helena Schanzer – árvores frutíferas Lichia com videira ( uva) e limão siciliano em vasos na sacada.

 

Gostou da idéia?  São 5 frutas para colher do pé: uva, bergamota, limão-siciliano, laranjinha-do-japão e lichia. Dá uma olhada como são estes frutos na galeria de fotos a seguir.

 

 

Faça você mesmo seu jardim na cobertura

Numa cobertura de apartamento, o casal que curte decorar e arrumar a casa,  construiu seu próprio jardim. Inclusive a montagem do sistema de irrigação por gotejamento As plantas contribuem para criar um ambiente acolhedor e humanizado.

Foto: Helena Schanzer - cobertura de apartamento com trepadeiras: jasmim miúdo, liriopsis e bouganvilea rosa pink
Foto: Helena Schanzer – cobertura de apartamento com trepadeiras: jasmim miúdo, liriopsis e bouganvilea rosa pink
Buxus em vasos
Foto: Gabi Hess – Buxus e oliveira em vasos

O casal gosta de receber os amigos em casa junto com os 2 filhos. Para isto, a Gabi transformou esta cobertura num jardim verdejante e refrescante. A mesa na cobertura para receber as visitas tem cadeiras modelo Masters do designer francês Philippe Starck.

mesa na cobertura com jardim
Foto: Helena Schanzer – Decoração da  cobertura e jardim: criação by Gabi Hess

 

Para criar este oásis verde, o casal Gabriela e Eduardo Hess uniu seus talentos: ela criou os espaços com vasos e floreiras plantando espécies de jasmim perfumado, temperinhos, suculentas, oliveiras, flores e enfeitou com mimos e encantos. Duplicou o verde com espelhos estrategicamente posicionados.  Onde o olhar mira, vemos um detalhe criado pela Gabi.   A Gabi é designer têxtil e tem uma confecção de homewear e este olhar apurado para os pequenos detalhes ela transpõe para o jardim.   Olha estas flores de cerâmica enfeitando o canteiro!

flores de ceramica
Foto: Gabriela Hess  – Detalhes by Gabi

Eduardo Hess é consultor de empresas e curte fazer as tarefas do jardim para relaxar. Diante da tarefa de molhar as plantas, em especial quando se ausentavam em viagens, Eduardo decidiu investir na irrigação. Foi feito um grande investimento em vegetação e em vasos, então vale a pena cuidar.

Foto: Helena Schanzer - Faça voce mesmo  o sistema de irrigação
Foto: Helena Schanzer – Faça voce mesmo o sistema de irrigação

Eduardo planejou e fez o sistema de irrigação para todos os vasos. Entrou na internet, comprou através de um site o sistema de irrigação por gotejamento com timmer (minicomputador para programar a irrigação) de Miami. Depois adaptou o sistema criando novos ramais conforme a necessidade de água de cada planta com adaptadores comprados por aqui mesmo.

gotejador no vaso
Foto: Helena Schanzer – gotejador no vaso do jardim

 

piscina com o jardim
Foto: Helena Schanzer – Jardim na cobertura criado pela Gabi:  oliveiras e buxus
suculentas
Foto: Helena Schanzer – vasinhos com suculentas by Gabi Hess

Para que fique tudo bem cuidado, a Arteplantas faz a manutenção mensal através da poda e da limpeza das plantas, além  da adubação. Estas tarefas a Gabi gosta de acompanhar para que o jardim esteja sempre lindo. Muitas plantas da cobertura tem valor afetivo por serem presentes de amigos e outras por que acompanham eles desde que eram recém casados.  Então, se inspirou para fazer o seu próprio jardim?

http://gabihess.com/

 

Siga o Blog Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter