Arquivo da tag: bem estar com vegetação

A nova mania nos Parques é capturar Pokemon GO

Finalmente inventaram alguma coisa que está levando os jovens aos parques para caminhar no sol! No primeiro domingo de sol com temperatura primaveril, o Parque da Redenção em Porto Alegre, também chamado de parque Farroupilha, lotou de gente com celular na mão procurando os Pokemons! O aplicativo de celular Pokémon GO é um jogo cujo foco é capturar o Pikachu e sua turma. E contagia todas as idades. Só vendo mesmo para acreditar e entender a loucura geral!  Parques como o Parque Marinha*, Parcão (parque Moinhos de Vento) e a praça da Encol também atraíram os jovens para a caçada virtual dos Pokémons.

Recanto do Buda: capturando Pokemon foto: Helena Schanzer

Uns amigos me convidaram para testar a nova tecnologia e fomos no Parque da Redenção curtir o domingo de sol e capturar Pokémons. Fique sabendo que neste parque, perto do recanto do Buda,  encontram-se os três  melhores lugares da cidade para se pegar Pokémon. A brincadeira é legal e achei ótimo que dá para jogar ao ar livre em um parque. Frequentar parques, independente da motivação, melhora o bem estar mental.

capturando Pokémon
Celulares na mão capturando Pokémon foto: Helena Schanzer

Assim como aconteceu em Nova Iorque na ocasião do lançamento do Pokémon GO, que as pessoas lotaram o Central Parque para capturar os Pokémon, aqui acontece este mesmo fenômeno nos parques da nossa cidade. Mas fique esperto: Não dá para ir aos parques capturar Pokémon com  celular depois das 19h por que é perigoso.  E sempre é bom ir em grupos, porque além da segurança isso aumenta a interação, que é o objetivo do jogo.

celular na mão e olho no Pokemon  foto
Celular na mão e olho no Pokemon foto: Helena Schanzer

Para ser um mestre Pokémon o jogador pode escolher uma gama de monstrinhos. Cada tipo de Pokémon tem uma fraqueza e uma força, por isso é necessário estratégia para combater os outros mestres de estádios e conquistar um ginásio da cidade para você. E cada um tem um Poder de Combate (CP) e um Ponto de Vida (HP). O ginásio, assim como as pokestops são locais reais da cidade, acessados por meio de um GPS.

Capturando Pokemon na Redenção Magikarp
Capturando Pokemon na Redenção Magikarp

Assim o treinador Pokémon interage com o ambiente. Isso criou um verdadeiro fluxo em parques, shoppings e teatros. Esses lugares são escolhidos pelo aplicativo de acordo com suas informações do Google. Lugares públicos e privados registrados no Google são escolhidos pelo jogo e viram pontos de interesse para o jogador. Lá podem batalhar (Gym) ou coletar itens de graça (pokestops). Outro parque para jogar é o Parcão e lá o melhor local para pegar Pokemons é no monumento perto da rua 24 de Outubro.

celular na mão atrás de Pokémon
Todos de olho no celular e nos Pokémons foto: Helena Schanzer

O que mais aumenta a interação é que nessas pokestops é possível usar um item para atrair pokemons chamado ‘lure module’. Assim, diversos pokémons são atraídos e, com isso, diversos jogadores. O monumento do escultor Carlos Tennius no Parcão e o monumento do Buda na Redenção são dois bons exemplos desse fenômeno.

Capturando Pokemon na Redenção Spearow
Capturando Pokemon Spearow na Redenção foto: Helena Schanzer

Assim, hoje fui apresentada ao jogo Pokémon GO. Para uma treinadora que gosta de plantas como eu, a melhor equipe de Pokemons a ser formada é a do tipo grama*, talvez inseto (se eles não comessem a minha horta). Os Pokemons que eu  escolherei para minha equipe são: Pinsir  do tipo inseto e Scyther, Venosaur, Victreebel, Exeggutor e Vileplume  do tipo principal grama.  E tomara que não apareça nenhum Charizard ou Dragonite para me incomodar…

Agradecimentos:  Colaboração  de Pedro Schanzer Oliveira

*corrigido em 09/08/2016 às 22:17 hr

VEJA:

Soluções para muros e paredes sem graça: faça um jardim vertical

Caminhar em parques confere bem estar mental e saúde

Como cuidar das plantas

Plante árvores frutíferas em vasos

Tenha horta em casa ou no apartamento

 

Siga o Blog Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter

 

 

 

 

Na Feira de Milão a vegetação é o destaque

Meu colega blogueiro Roberto Majola (fotógrafo e publicitário) do blog DesignBox, esteve semana retrasada na feira internacional de Milão. Voltou cheio de novidades para contar. Compartilho com vocês o que é tendência na feira italiana de Milão quando falamos de plantas. Majola disse que estão presentes em todos os ambientes. Em todo lugar tem vaso com planta ou floreira e muita espécie tropical. E não são vasinhos pequenos e tímidos. São vasões, superlativos com árvores dentro das salas, frutíferas, espécies tropicais com folhas grandes , plantas que ocupam espaço. Claro que adorei a tendência. A vegetação faz muito bem para a energia do ambiente. Humaniza, embeleza e traz vida ao espaço.

A vitalidade de uma selva e a tranquilidade de um bangalô se unem no DEDON JUNGALOW Foto: Roberto Majola

O Designer Vincent Van Duysen que assinou o estande da DADA, um espaço de 400m2 criou um pátio central com oliveiras centenárias simbolizando a paz.  Molteni & C DADA é um dos principais fabricantes de móveis do mundo, que assina uma coleção de cozinhas exclusivas para Armani. Confere na foto abaixo, as oliveiras foram plantadas em vasos enormes.

vincent-van-duysen-appointed-as-the-new-creative-director-for-molteni-c-and-dada-en
Designer Vincent Van Duysen , novo diretor criativo da DADA   Foto: Roberto Majola

Em todos ambientes tinham plantas, principalmente nas cozinhas. As plantas humanizavam os espaços minimalistas e davam vida aos ambientes. As espécies usadas são figueiras, limoeiros, oliveiras, filodendros ( costela-de-adão), temperos, hortaliças e muita planta tropical de interior.

feira de Milão  foto  Roberto Majola
Feira de Milão – plantas em todos lugares foto: Roberto Majola

Veja como cultivar temperos em casa e em apartamento.

Móveis de cozinha com floreiras embutidas para plantar temperos   foto: Roberto Majola
Móveis de cozinha com floreiras embutidas para plantar temperos foto: Roberto Majola
Molteni-Salone-2016_32_HR-1024x683
Muitos temperos e frutas nas cozinhas, principalmente limão siciliano    Foto: Roberto Majola

 Saiba como cultivar árvores frutíferas em vasos.

Bambu nos ambientes Foto: Roberto Majola
Bambu nos ambientes Foto: Roberto Majola
_DSC3464b
Reciclagem e o verde foram destaques na feira     Foto: Roberto Majola
Vegetação por tudo   Foto: Roberto Majola
Vegetação por tudo Foto: Roberto Majola

Em termos de design, Roberto Majola destacou como tendência o uso de cores escuras nos ambientes e no mobiliário, muita lâmina natural e produtos sustentáveis. Uma forte tendência também foram ambientes multifuncionais para aproveitar melhor os espaços cada vez menores das casas.

DelTongo   Espaço multifuncionais   foto: Roberto Majola
Espaços  multifuncionais foto: Roberto Majola

O Design para mobiliário de áreas externas também foi muito valorizado.  O Majola preparou um video 360º para sentirem de perto o clima da feira.

Passeio Euro Cocina 2016

 

Quer saber mais sobre a feira de Milão? Confere no Blog Designbox

Veja dicas para  cultivar plantas em casa

Siga o Blog Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter