Arquivo da tag: jardim

Jardim vertical agrega plantas e natureza ao ambiente

É possível cultivar plantas em espaços pequenos, nas paredes e nos muros de um modo diferente e inovador. Acompanhem nas fotos a seguir um jardim vertical (também chamado de “parede verde”) que estou montando no showroom da floricultura Blumengarten. O sistema de módulos cerâmicos utilizados é apropriado para cultivar plantas de pequeno porte. É interessante para qualquer espaço que tenha uma parede estruturada e com luminosidade adequada. A irrigação funciona por gotejamento e economiza água. Inclusive é possível automatizar colocando-se timmer. Esta “parede verde” ainda não está pronta, falta preencher com mais samambaias. Até o final desta semana postarei o resultado final deste jardim vertical incrível.

Plantio de orquídeas, asplenios no Jardim vertical em execução
Plantio de orquídeas, asplenios no Jardim vertical em execução by Helena Schanzer  foto: Helena Schanzer
jardim vertical em execução foto: Helena Schanzer
jardim vertical em execução foto: Helena Schanzer
jardim vertical
Plantio no Jardim vertical em execução foto: Helena Schanzer

Neste jardim vertical as espécies usadas são na maioria, nativas da mata Atlantica. São orquídeas, bromélias, samambaias de diversas espécies, asplênio, antúrios, marantas e outras plantas de pequeno porte. É possível criar um jardim vertical no sol ou na sombra,  pode-se até mesmo criar uma horta de temperos!!

Plantio de orquídeas, asplenios no Jardim vertical em execução foto: Helena Schanzer
Plantio de bromélias, ripsalis no Jardim vertical em execução foto: Helena Schanzer
muro 1
Jardim vertical em montagem – falta terminar!! Foto: Helena Schanzer

Veja também:

* Os incríveis jardins verticais do francês Patrick Blanc

* Jardins verticais em restaurantes e bares

 

Siga o Blog Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter

 

 

 

Atraia boa energia para a casa com plantas e Cabala

A natureza é um poderoso aliviador do estresse da vida moderna.  Chegar em casa depois de uma jornada de trabalho e relaxar no meio das plantas é tudo de bom! Os efeitos benéficos do contato com a natureza para descarregar o estresse acumulado são comprovados cientificamente.  Diversos estudos já provaram que estar no meio da natureza recarrega a energia da pessoa. Conversei com a professora de Kabbalah/Cabala, Adriana Finkelstein sobre os aspectos espirituais do contato com as plantas e como atrair abundância e boas energias com as plantas.

HamsaHand_web_grande  sister golden divulgação
Mão de Hamsa – traz proteção Foto: Divulgação instagram Sister and golden Shop

 

Adriana, como as plantas manifestam este lado espiritual?

No universo da espiritualidade, considera-se que as plantas têm a sua própria inteligência. Além de absorverem e trocarem a energia de um ambiente, elas podem ser ótimas amigas, ouvindo nossas palavras, oferecendo seus odores e seu potencial medicamentoso, em muitos casos, além de absorverem as energias que nos envolvem. Elas limpam os ambientes e a nós mesmos.

14482977_314001945632023_5276934275998941184_n
Plantas trazem boa energia e aconchego para o lar foto: The Jungalow instagram

 

Conversei com a professora de Kabbalah/ Cabala, Adriana Finkelstein sobre os aspectos espirituais do contato com as plantas:
Traga a natureza para dentro de casa foto: The Jungalow – Divulgação Instagram

O que a cabala tem a dizer sobre as plantas?

Para a cabala tudo tem alma, tudo foi criado por uma inteligência superior, recebendo seu sopro pelo verbo, com isto, a natureza carrega a semente da vida, gerando movimento sutis de trocas de energia. Um jardim respira! As plantas respiram. Isto explica por que é muito importante termos plantas em nossas vidas, pois elas ajudam nas trocas de energia, limpando e revigorando o ambiente. Estar em comunhão e em unidade com a natureza, nos traz bem estar e nos devolve à nossa verdadeira natureza.  O ar, a terra, o fogo e a água são os elementos que encontramos dentro e fora de nós. Em um jardim, onde podemos plantar, cultivar ou simplesmente sentar e admirar a paisagem, podemos reequilibrar cada um destes elementos, voltando a um estado de saúde e alegria.

plantas no banheiro the jungalow instagram
Plantas no banheiro – idéias by site The jungalow fotos: divulgação/ instagram
orquideas  sala
Orquídeas, energia das flores em casa foto: Helena Schanzer

Minha dica: crie um espaço com muito verde, mesmo que voce more em um apartamento. Tenha um lugar para voce sentar e respirar o ar puro que as plantas emanam. Relaxe sua mente, entre em sintonia com as plantas. Se inspire!!!

 

Para saber mais sobre a Kabbalah:

Escola de Kabbalah : Adriana Finkelstein –   contato@escoladekabbalah.com

 

Siga o Blog Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter

 

Dia das crianças: tem jardim na escola do seu filho?

As crianças estão brincando cada vez mais longe da natureza.  As crianças de antigamente se exercitavam e se distraiam brincando na rua, no sol, ao ar livre. Aprendiam brincando, em contato com a natureza. Hoje, infelizmente, as escolas infantis tem cada vez menos área verde, os pátios são todos pavimentados e a vegetação é escassa.  Brincar ao ar livre, torna as crianças mais felizes e espertas. Ainda bem que existem movimentos para resgate desta infância antiga, me acompanhe aqui.

Crianças brincando com água
Crianças brincando com água foto: Pixabay

O contato com o ar puro, o sol e a natureza deixa elas mais saudáveis também. Lembram de quando era possível brincar na rua, sem celular para nossa mães nos encontrarem? Passávamos o dia em grupos na rua correndo, brincando de sapata, de esconder e na hora do almoço estávamos famintos!

playground-1383133_1920
Playground para crianças foto: Pixabay

Um movimento cultural e educacional está emergindo com novas abordagens para a educação na primeira infância  baseada na natureza. Este movimento nos oferece um vislumbre do que a infância costumava ser, e busca resgatá-la com modernas recriações do jardim das crianças. Sugerem  o pré-escolar em contato com a natureza e o jardim de infância da floresta. Se nós olhamos  estes exemplos, podemos ser capazes de resgatar a infância.

children in a park
Crianças no bosque Foto: Pixabay

Imagine que no ano 1916 o jardim de infância tinha no currículo aulas como: “observação do sol, da lua, das estrelas, do céu, das nuvens, chuva e neve,  cuidados de animais vivos, (como um gatinho), nomes de aprendizagem de objetos naturais. ”  Alguma pré-escolas e jardins de infância ainda são mais puristas e vão além: alguns jardins de infância na Europa ( por ex. Alemanha), as crianças passam 80 a 90% do tempo ao ar livre. Fazem imersões na natureza através de passeios em florestas, com riachos e ficam em fazendas.

children-playing-334531_1920
Meninas brincando em playground foto: Pixabay

Veja também:

Jardim vertical: como encher de plantas um muro!

Férias de julho com as crianças: plante uma horta e faça ioga

Adolescentes: qual o espaço aberto ideal para eles?

Bem estar: porque o contato com a natureza  faz bem

 

É primavera, época de flores e perfumes no jardim

Hoje, 23 de setembro começa a primavera no hemisfério sul. O calor vai chegando devagar e os dias vão ficando mais longos.  No meu jardim, o Jardim de Helena, fui presenteada com várias espécies em floração. Mostro aqui para vocês. Muitas espécies são nativas e atraem beija-flores que vem para sugar o néctar das flores.

Lavandas, azaléas e pitosporo anão – foto: Helena Schanzer

Para termos sempre flores no jardim, temos que cultivar espécies exóticas adaptadas ao nosso clima e espécies nativas. As plantas nativas precisam de menos cuidado do que as plantas que são exóticas ou não adaptadas a região. As espécies nativas estão adaptadas ao clima e ao regime de chuvas daqui. Outro aspecto interessante, é que resistem mais as pragas e doenças porque tem os predadores naturais que são nativos também! As nativas são resistentes e dispensam maiores cuidados.

astromeria
Planta nativa: Astromeria em flor foto: Helena Schanzer

 

Foto: Helena Schanzer
Orquidea dendrobium , nativa Foto: Helena Schanzer
piracanta em floração
Arbusto piracanta em floração Foto: Helena Schanzer

Eu considero esta época ideal para plantar e organizar jardim. Depois do inverno e das chuvas, a primavera costuma ter clima fresco e seco. É hora de arrumar o jardim para aproveitar os dias quentes e logo, logo o verão. Inspire-se e comece a pensar nas plantas, no espaço verde que deseja ter para cultivar temperos, hortaliças, frutas e flores. Pense na qualidade de vida que gostaria de ter e lembre que a vegetação e a alimentação tem tudo a ver com isto.

Foto: Helena Schanzer
Planta nativa: Farroupilha Foto: Helena Schanzer

As plantas nativas atraem beija -flores.

salvia guaranitica
Espécie nativa: Salvia guaranítica foto: Helena Schanzer

Espécies com flor na primavera – fotos no Jardim de Helena

 

 

 

Lavandas são opções de plantas com perfume!

Porque estar no meio das plantas traz bem estar

Gerânio, cultive esta flor linda!

Suculentas são versáteis

 

Siga o Blog Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter

 

 

Quer ter beija- flores visitando seu jardim? Cultive plantas nativas para atraí-los

Quer ter a visita de pássaros beija- flores na sua  sacada ou jardim?  Cultive plantas nativas que atraem esta pequenas aves que visitam as flores para se alimentar!

As plantas nativas são adaptadas ao nosso clima e resistentes quanto a doenças e pragas.

Escolhi  5 plantas incríveis que deixarão seu jardim florido e bem frequentado.

Abutilon_megapotamicum WIKIPEDIA
Foto: Wikipedia – Flor de Abutilon megapotamicum  –  Lanterninha do japão  – Arbusto pendente
Fuchsia regia - brinco de princesa
Foto: Helena Schanzer – Fuchsia regia – brinco de princesa – Arbusto pendente

 

Justicia floribunda - Farroupilha - Arbusto escandente
Foto: Helena Schanzer – Justicia floribunda – Farroupilha – Arbusto escandente
Foto: Helena Schanzer  -Salvia guaranitica -Salvia azul - Arbusto
Foto: Helena Schanzer -Salvia guaranitica -Salvia azul – Arbusto

 

Foto: Helena Schanzer - Ruellia coerulea - ruelia azul - Forração baixa
Foto: Helena Schanzer – Ruellia coerulea – ruelia azul – Forração baixa

As vantagens de cultivarmos espécies nativas é que elas duram muito tempo no jardim, não necessitam maiores cuidados, são menos exigentes quanto a rega e não ficam doentes. E a maior vantagem é que florescem o ano todo e atraem beija-flores trazendo vida para o jardim.

 

 

Siga o Blog Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter

 

 

Dicas para combater pragas das plantas com produtos que não causam danos ambientais

Aqui vai uma dica para controle des pragas que aparecem no jardim com  produtos que não causam danos ao meio ambiente. Um tipo de inseto que costuma atacar as plantas é a cochonilha.  A cochonilha é um inseto sugador que parasita as folhas e caules das plantas e vai enfraquecendo a planta até ela secar. Para combatê-la, usa-se óleo mineral, óleo de Neem e  solução de sabão neutro com água.  Tais produtos agem somente sobre a cochonilha  e são controles biológicos que não agridem o meio ambiente.

folha do pitosporo infestada no dorso com cochonilha
Folha de arbusto Pitosporo infestada no dorso com cochonilhas Foto: Helena Schanzer
pitosporo com cochonilhas
Arbusto da espécie Pitosporo com manchas nas folhagens causadas pelas cochonilhas Foto: Helena Schanzer

As cochonilhas têm aspecto de pontinhos pretos ou marrons, ou riscos marrons que ao passar o dedo na folha, saem facilmente. Existem cochonilhas que chamamos de farinhentas pois são brancas e parecem farinha na folha, como as da foto.

Para controlar as cochonilhas  com produtos que não causam danos ao meio ambiente,  indica-se o uso do óleo mineral  ou o uso do óleo de Neem. O óleo mineral é derivado de petróleo e o óleo de Neem é derivado da semente de uma árvore, por isto é considerado “sustentável”, já o óleo mineral, não.  Deve-se aplicar com pulverizador  um dos óleos indicados diluidos à 5 %  na água e pulverizar nas folhas ( frente e dorso)  e nos caules do vegetal atacados.  Para usar sabão neutro ( glicerina ou  côco), se faz uma calda leitosa e pulveriza-se nas folhas, frente e dorso. Aplicar no final do dia com clima firme, sem chuva. Reaplicar após 10 dias.

O controle na natureza quem faz é a joaninha que se alimenta  de cochonilhas  e de pulgões. Se usamos agrotóxicos,  eliminamos também a joaninha, que é o predador natural destes insetos. É importante combater pragas e doenças usando soluções ecológicas pois os agrotóxicos podem matar a fauna e desestabilizar  o ecossistema.

   Joaninha come as cochonilahs e é um eficiente controle ecológico
Joaninha come as cochonilhas e é um eficiente controle ecológico Foto: Wikipedia.org –

Veja como controlar lagartas.

O que fazer com as formigas cortadeiras?

Veja como analisar as doenças e pragas das plantas em laboratório

Siga o Blog Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter

 

Conheça o jardim que fica no telhado da biblioteca da Universidade de Varsovia, na Polonia

Meus pais e avós nasceram na Polonia. Eu cresci escutando histórias da segunda guerra mundial e dos horrores nazistas que destruíram 90% do território polonês. Sempre imaginei que este país era todo em preto e branco, ou cinza.  Me surpreendi com as fotos e descrições que minha irmã me mandou da Polonia com imagens coloridas dos inúmeros parques e jardins bem cuidados que lá existem. Me contou que o país é lindo, com áreas verdes generosas, criativas e bem planejadas. O espaço verde mais incrível é o jardim botânico e parque com  17 mil metros quadrados que fica no telhado verde da Biblioteca da Universidade de Varsóvia.

IMG-20160825-WA0020
Jardins no telhado da biblioteca da universidade de Varsóvia foto: Dora Schanzer

Localizado entre o Rio e Campus Vístula, a moderna Biblioteca da Universidade de Varsóvia  é formada por edifícios, ligados por uma passarela de vidro coberto. Após a construção do conjunto em 1999 a meados de 2002, os jardins projetados pela paisagista Irena Bajerska foram abertos ao público.

Parque no telhado da biblioteca da universidade de Varsóvia   foto: Dora Schanzer
Área verde no telhado da biblioteca da universidade de Varsóvia foto: Dora Schanzer

Esta área verde começa no piso térreo e vai subindo para a cobertura do prédio da biblioteca e é usada pelos  estudantes e público em geral.  Para quem for para Varsóvia, estes jardins ficam ao lado do Centro de Ciencias Nicolas Copérnico.

IMG-20160825-WA0013
Jardins no telhado da biblioteca da universidade de Varsóvia foto: Dora Schanzer

Em Varsóvia você tem à sua disposição uma das maiores e mais bonitas áreas verdes: o Jardim botânico no telhado da Biblioteca da Universidade.

biblioteca da universidade de Varsóvia
Biblioteca da universidade de Varsóvia foto: Dora Schanzer

O parque recebe milhares de visitantes de todo mundo para conhecer a área verde criada nas alturas.

Parque no telhado da biblioteca da universidade de Varsóvia   foto: Dora Schanzer
Jardins no telhado da biblioteca da universidade de Varsóvia foto: Dora Schanzer

VEJA MAIS FOTOS DOS JARDINS DO TELHADO VERDE NA GALERIA  Fotos: Dora Schanzer

 

Veja outras plantas perfumadas AQUI.

Lavandas são opções de plantas com perfume!

Porque estar no meio das plantas traz bem estar

Gerânio, cultive esta flor linda!

Suculentas são versáteis

Siga o Blog Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter

Cúrcuma: cultive esta planta medicinal e tempero poderoso

A Cúrcuma é a planta medicinal do momento. Este tubérculo de cor laranja, muito usado como tempero, tem sabor picante e aromático. O uso da cúrcuma na medicina da India e da China é milenar. Possui propriedades anti-inflamatória, anti-oxidativas, anti-hepatotóxica e anti-hiperlipidêmica. Em benefício da saúde deve ser incluída como tempero nas refeições diárias. A cúrcuma é da mesma familia botânica do gengibre e são bem parecidos (a cúrcuma é menor e por dentro é laranja, o gengibre é maior e por dentro é branco/amarelado. Pode ser cultivada no jardim ou em vaso.

açafrao da terra
Curcuma vendida com tempero em pó foto: Pixabay
Planta e flor da curcuma foto: Wikipedia Commmons

 

turmeric-943629_1280
cúrcuma, tubérculo tem cor alaranjada foto: Pixabay

Para usar a curcuma, retira-se a casca com uma faca. A parte laranja pode ser usada picada ou ralada como tempero. Raspas de curcuma são deliciosas misturadas durante o cozimento da comida no frango, no arroz , em tudo!

A cúrcuma, também chamada de açafrão-da-terra, de nome científico Curcuma domestica* é  originária da India. É conhecida como Turmeric no exterior.

 

Plantio da curcuma em etapas:           fotos Helena Schanzer

1. Deixe o tubérculo de curcuma de molho na água ate brotar. Colocar em vasos com terra fértil e cobrir completamente. Dar o acabamento com cobertura de folhas secas para proteger o solo e melhorar  a condição de umidade do solo.  Plante no sol e regue com frequência. Não gosta  de geadas.

*Plantas medicinais no Brasil, Nativas e exóticas. Harry Lorenzi e F.J. Abreu Matos. Instituto Plantarum, 2002.

Siga Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter