Arquivo da tag: plantas

Atraia boa energia para a casa com plantas e Cabala

A natureza é um poderoso aliviador do estresse da vida moderna.  Chegar em casa depois de uma jornada de trabalho e relaxar no meio das plantas é tudo de bom! Os efeitos benéficos do contato com a natureza para descarregar o estresse acumulado são comprovados cientificamente.  Diversos estudos já provaram que estar no meio da natureza recarrega a energia da pessoa. Conversei com a professora de Kabbalah/Cabala, Adriana Finkelstein sobre os aspectos espirituais do contato com as plantas e como atrair abundância e boas energias com as plantas.

HamsaHand_web_grande  sister golden divulgação
Mão de Hamsa – traz proteção Foto: Divulgação instagram Sister and golden Shop

 

Adriana, como as plantas manifestam este lado espiritual?

No universo da espiritualidade, considera-se que as plantas têm a sua própria inteligência. Além de absorverem e trocarem a energia de um ambiente, elas podem ser ótimas amigas, ouvindo nossas palavras, oferecendo seus odores e seu potencial medicamentoso, em muitos casos, além de absorverem as energias que nos envolvem. Elas limpam os ambientes e a nós mesmos.

14482977_314001945632023_5276934275998941184_n
Plantas trazem boa energia e aconchego para o lar foto: The Jungalow instagram

 

Conversei com a professora de Kabbalah/ Cabala, Adriana Finkelstein sobre os aspectos espirituais do contato com as plantas:
Traga a natureza para dentro de casa foto: The Jungalow – Divulgação Instagram

O que a cabala tem a dizer sobre as plantas?

Para a cabala tudo tem alma, tudo foi criado por uma inteligência superior, recebendo seu sopro pelo verbo, com isto, a natureza carrega a semente da vida, gerando movimento sutis de trocas de energia. Um jardim respira! As plantas respiram. Isto explica por que é muito importante termos plantas em nossas vidas, pois elas ajudam nas trocas de energia, limpando e revigorando o ambiente. Estar em comunhão e em unidade com a natureza, nos traz bem estar e nos devolve à nossa verdadeira natureza.  O ar, a terra, o fogo e a água são os elementos que encontramos dentro e fora de nós. Em um jardim, onde podemos plantar, cultivar ou simplesmente sentar e admirar a paisagem, podemos reequilibrar cada um destes elementos, voltando a um estado de saúde e alegria.

plantas no banheiro the jungalow instagram
Plantas no banheiro – idéias by site The jungalow fotos: divulgação/ instagram
orquideas  sala
Orquídeas, energia das flores em casa foto: Helena Schanzer

Minha dica: crie um espaço com muito verde, mesmo que voce more em um apartamento. Tenha um lugar para voce sentar e respirar o ar puro que as plantas emanam. Relaxe sua mente, entre em sintonia com as plantas. Se inspire!!!

 

Para saber mais sobre a Kabbalah:

Escola de Kabbalah : Adriana Finkelstein –   contato@escoladekabbalah.com

 

Siga o Blog Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter

 

Orquídeas e bromélias cultivadas em muro com jardim vertical

Um jardim vertical ou “parede verde” é um sistema de plantio de espécies de plantas de pequeno porte na vertical. Para fazer um jardim vertical, utilizei blocos cerâmicos específicos para plantio que foram cimentados sobre um muro antigo. Após a execução da parede de blocos e preenchimento com substrato, selecionei as espécies de plantas epífitas para cultivar ali. É possível cultivar diversas espécies de plantas em um jardim vertical desde que sejam adequadas às condições de luminosidade do local. Se tivermos  luminosidade, (mas não luz solar direta) podemos selecionar espécies para plantar como orquídeas, bromélias, samambaias,  ripsalis,  antúrio, liriopsis, filodendros, marantas e  lírio da paz como podem acompanhar nas fotos a seguir. Na floricultura Blumengarten encontrei as plantas que posto aqui, lá voce pode ver esta parede verde ao vivo! Veja o jardim vertical em implantação feito por esta blogueira AQUI.

Orquídeas phaleonopsis  foto: Helena Schanzer
Orquídeas phaleonopsis foto: Helena Schanzer

Espécies epífitas se adaptam bem aos jardim verticais. As espécies devem ter a mesma necessidade de água e de luz para poderem conviver no mesmo local.

samambaia renda
Samambaia-renda no jardim vertical foto: Helena Schanzer
Bromélias e samambaias -renda foto: Helena Schanzer

Bromélias se adaptam bem e não precisam de solo muito profundo. As folhas coloridas avermelhadas- Brácteas – são chamadas de flores erroneamente. A flor de verdade está dentro destas folhas coloridas e é bem pequena!

Bromélias e samambaias -renda foto: Helena Schanzer
Bromélias    foto: Helena Schanzer

 

DSC_0068
Orquidea Denphallis com flores rosas foto: Helena Schanzer
DSC_0074
Filodendros foto: Helena Schanzer
Bromélias, samambaias, ripsalis e Ginura  foto: Helena Schanzer
Bromélias, samambaias, ripsalis e Ginura foto: Helena Schanzer

Este jardim vertical fica no Showroom da floricultura Blumengarten e conta com sistema de irrigação por gotejamento.

DSC_0100
Bromélia e orquideas foto: Helena Schanzer

 

Veja também:

* Os incríveis jardins verticais do francês Patrick Blanc

* Jardins verticais em restaurantes e bares

 

 

Siga o Blog Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter

 

Na Feira de Milão a vegetação é o destaque

Meu colega blogueiro Roberto Majola (fotógrafo e publicitário) do blog DesignBox, esteve semana retrasada na feira internacional de Milão. Voltou cheio de novidades para contar. Compartilho com vocês o que é tendência na feira italiana de Milão quando falamos de plantas. Majola disse que estão presentes em todos os ambientes. Em todo lugar tem vaso com planta ou floreira e muita espécie tropical. E não são vasinhos pequenos e tímidos. São vasões, superlativos com árvores dentro das salas, frutíferas, espécies tropicais com folhas grandes , plantas que ocupam espaço. Claro que adorei a tendência. A vegetação faz muito bem para a energia do ambiente. Humaniza, embeleza e traz vida ao espaço.

A vitalidade de uma selva e a tranquilidade de um bangalô se unem no DEDON JUNGALOW Foto: Roberto Majola

O Designer Vincent Van Duysen que assinou o estande da DADA, um espaço de 400m2 criou um pátio central com oliveiras centenárias simbolizando a paz.  Molteni & C DADA é um dos principais fabricantes de móveis do mundo, que assina uma coleção de cozinhas exclusivas para Armani. Confere na foto abaixo, as oliveiras foram plantadas em vasos enormes.

vincent-van-duysen-appointed-as-the-new-creative-director-for-molteni-c-and-dada-en
Designer Vincent Van Duysen , novo diretor criativo da DADA   Foto: Roberto Majola

Em todos ambientes tinham plantas, principalmente nas cozinhas. As plantas humanizavam os espaços minimalistas e davam vida aos ambientes. As espécies usadas são figueiras, limoeiros, oliveiras, filodendros ( costela-de-adão), temperos, hortaliças e muita planta tropical de interior.

feira de Milão  foto  Roberto Majola
Feira de Milão – plantas em todos lugares foto: Roberto Majola

Veja como cultivar temperos em casa e em apartamento.

Móveis de cozinha com floreiras embutidas para plantar temperos   foto: Roberto Majola
Móveis de cozinha com floreiras embutidas para plantar temperos foto: Roberto Majola
Molteni-Salone-2016_32_HR-1024x683
Muitos temperos e frutas nas cozinhas, principalmente limão siciliano    Foto: Roberto Majola

 Saiba como cultivar árvores frutíferas em vasos.

Bambu nos ambientes Foto: Roberto Majola
Bambu nos ambientes Foto: Roberto Majola
_DSC3464b
Reciclagem e o verde foram destaques na feira     Foto: Roberto Majola
Vegetação por tudo   Foto: Roberto Majola
Vegetação por tudo Foto: Roberto Majola

Em termos de design, Roberto Majola destacou como tendência o uso de cores escuras nos ambientes e no mobiliário, muita lâmina natural e produtos sustentáveis. Uma forte tendência também foram ambientes multifuncionais para aproveitar melhor os espaços cada vez menores das casas.

DelTongo   Espaço multifuncionais   foto: Roberto Majola
Espaços  multifuncionais foto: Roberto Majola

O Design para mobiliário de áreas externas também foi muito valorizado.  O Majola preparou um video 360º para sentirem de perto o clima da feira.

Passeio Euro Cocina 2016

 

Quer saber mais sobre a feira de Milão? Confere no Blog Designbox

Veja dicas para  cultivar plantas em casa

Siga o Blog Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter

 

 

 

 

Dicas de presentes para o Dia das Mães: Plantas e acessórios de jardim

Mãe é mãe! Amor de mãe é eterno e incondicional. Faça uma homenagem bem afetiva neste dia  para sua mãe ou para alguém que lhe criou com amor . O amor é um sentimento que está faltando tanto nos dias de hoje! É essencial nutrir esta sensação tão benéfica. Presentes como flores e plantas as mães adoram! Se quiser inovar, presenteie um vaso com temperos ou uma hortinha. As ferramentas para ela mexer no jardim, tanto para fazer Bonsai, como  para plantar em vasos são sugestões bacanas.

spices-816496_1280
Temperos em vasos
chilli-peppers-889873_1920
Vaso com pimentas
bonsai ferramentas
Kit de ferramentas para Bonsai Foto: Tramontina divulgação

 

Kit ferramentas para jardim
Kit ferramentas para jardim Foto: Tramontina Divulgação
avental jardinagem
Avental para jardinagem Foto: Tramontina Divulgação

 

framboesas silvestre
Muda de framboesas silvestres para plantar em vaso ou no jardim Foto: Helena Schanzer

 

watering-can-397290_1280  pixabay
Regador de plantas

Siga o Blog Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter

 

 

Conviver com as plantas melhora a qualidade de vida

Existem diversas pesquisas e estudos realizados nas últimas décadas comprovando os benefícios do contato com a natureza e a vegetação. Conviver com as plantas e a natureza melhora e muito o bem estar mental e a saúde das pessoas. Esta interação tem o poder de aliviar o estresse da vida urbana e proporcionar bem estar. Vale a pena dedicar o tempo livre para trazer vida e energia nova para sua casa e para o jardim: dê uma volta em uma floricultura ou em um parque e descubra coisas novas, plantas novas. Eu pratico isto:  vou na Floricultura Blumengarten para ver o que tem de novidades para cultivar no meu jardim e alegrar minha casa. Minhas preferidas são as plantas comestíveis, como frutos e temperos. E plantas com flores e perfumes. Para dentro de casa, onde tem pouca luz natural também existem opções.  Dá uma olhada em algumas sugestões.

mini romã
Fruta para cultivar em um vaso na sacada com sol: mini romã Foto: Helena Schanzer
floricultura blumengarten
Muito verde na Floricultura Blumengarten Foto: Helena Schanzer

Para ter contato com o verde no seu dia a dia, cultive vasos na sacada e faça atividades no jardim. Estudos comprovaram que pessoas que trabalhavam em escritórios com uma vista da natureza eram mais felizes e mais saudáveis ​​no trabalho. Estar em ambientes naturais levanta o humor das pessoas e aumenta a capacidade de concentração.

lirio da paz
O lirio-da-paz é uma planta com flores duráveis apropriada para interiores . Foto: Helena Schanzer

O lirio-da-paz ou Spathiphyllum é uma planta ótima para ter em casa ou no escritório em locais onde não tem sol. Ela gosta de luminosidade e de solo úmido. A suculenta da foto abaixo, a epífita Ripsalis é uma ótima opção para pequenos espaços com pouca luminosidade natural em escritórios e na casa. Fica linda em um cachepô de cerâmica.

Ripsalis
Ripsalis

Existem tipos de plantas de tantas espécies que sempre encontra-se uma que se adeque a situação que temos em casa. O bem estar que as plantas nos trazem é incrível, elas humanizam qualquer ambiente.

orquídea Oncidium, nativa do sul e dá muita flor
orquídea Oncidium, nativa do sul e dá muita flor
flores e mais flores
Passeio na floricultura traz bem estar e nova perspectiva de ver as plantas

 

floricultura Blumen 2
Plantas de todos tamanhos e espécies, difícil escolher! Foto: Helena Schanzer

 

Veja mais sobre  como o contato com a natureza e as plantas melhora a qualidade de vida e o bem estar

 

**************

BLUMENGARTEN

HORÁRIO DE ATENDIMENTO
segunda a sábado das 08h às 18:30h (horário de verão)
domingos e feriados das 10h às 18h

ENDEREÇO

Rua Dr. Salvador França, 1750
Bairro Jardim Botânico III Perimetral
Porto Alegre / RS – com estacionamento próprio

Fone: (55) 51 3338 1588

**************

*Essa é uma postagem comercial. O conteúdo foi redigido pelo Jardim de Helena (Helena Schanzer) e a marca e o local que aparecem aqui estão em conformidade com as condições editoriais para publicação no blog e no site da Rádio Gaúcha. A autora do blog teve liberdade para escolher, avaliar ou até mesmo vetar (se necessário) marcas ou produtos. É a garantia que você (leitor) terá exatamente o mesmo ponto de vista e qualidade de um conteúdo não comercializado.

Siga o Blog Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter

Passeio na floricultura favorece o contato com a natureza

Eu e um grupo de amigos aproveitamos o domingo ensolarado e fomos passear na floricultura. A floricultura estava lotada. Famílias, jovens, idosos e crianças aproveitavam o dia de temperatura agradável.  É um programa que agrada a diferentes idades.  No meu grupo havia criança, adolescente e mulheres. Não dava para resistir a tantos aromas, flores, cores e plantas de espécies diferentes!  Uma das amigas queria plantas para a sala que não necessitassem muito cuidado: levou vasinhos com plantas suculentas  de diversos tons de verdes.  A outra amiga levou mudas de morangos, petunias e gerânios para plantar em vasos na sacada que pega sol o dia todo. Eu comprei uma sálvia aromática cheia de flores azuis. Saímos da floricultura com o porta-mala do carro lotado de plantas e muito felizes.

carro lotado de plantas
Passeio na floricultura =carro lotado de plantas Foto: Helena Schanzer

Pela quantidade de gente que tinha na floricultura, dava para ter noção como o mercado de plantas ornamentais e utilitárias (temperos, hortícolas, etc.) vem crescendo ano após ano. As pessoas moram cada vez mais em apartamentos e sentem necessidade de ter vegetação por perto. Também vem aumentando a preocupação com a qualidade da alimentação. Isto faz com que as pessoas queiram plantar temperos e alimentos em casa e no apartamento.

sálvia e petunias
Petúnias e salvia – Foto: Helena Schanzer

 

 

 

Bem estar: porque o contato com a natureza e com as plantas é tão relaxante e revigorante?

O contato com a natureza tem o poder de aliviar o estresse da vida urbana e proporcionar bem estar. Diversas pesquisas e estudos realizados nas últimas décadas nos Estados Unidos e na Suécia buscaram descobrir como a vegetação melhora o bem estar mental e a saúde das pessoas. Afinal, porque é tão relaxante e revigorante estar no meio da natureza e das plantas?

malinois-662776_1280
Estar no meio da natureza é relaxante e revigorante -Foto Pixabay

Desde 1980, um casal de professores de psicologia norte americanos, Kaplan & Kaplan*, são conhecidos por suas pesquisas sobre o efeito da natureza e do ambiente nas relações comportamentais e na saúde das pessoas. Estes estudos têm impactado no modo como os profissionais das áreas de arquitetura, urbanismo, paisagismo, design e outras ciências humanas visualizam a relação do homem com a natureza. Isto passou a influenciar gerações de psicólogos ambientais e designers.  Alguns dados interessantes que o casal Kaplan descobriu em suas pesquisas sobre psicologia ambiental e ambientes para as pessoas:

– Quando realizamos atividades que precisam de muita atenção e foco, gera fadiga mental e o remédio para tal fadiga é expor-se à natureza.

– Para que a natureza tenha um efeito relaxante, é preferível um lugar com alto poder de fascinação que trará mais benefícios para o usuário. Por exemplo, o mar, ou uma área verde com elemento com água, com fogo, ou um parque.

plant-214346_1280
Paisagens naturais  com alto poder de fascinação trazem mais benefícios para o expectador- Foto: Pixabay

–  Pessoas que trabalhavam em escritórios com uma vista da natureza eram mais felizes e mais saudáveis ​​no trabalho. E, estar em ambientes naturais levanta o humor das pessoas e aumenta a capacidade de concentração.

 Outras pesquisas na área da psicologia ambiental e saúde concluíram que:

–  Pessoas que se exercitam em ambientes externos agradáveis, ​​tendem a andar mais do que aqueles que caminham dentro de interiores ou em torno de seus bairros.

Bairros com mais áreas verdes podem proporcionar mais ambientes para exercitar-se

– As pessoas que possuem jardim, ou mesmo uma sacada com luz e sol e um pouco de paz e silencio para relaxar  após um dia de trabalho, se cansam menos e sentem menos estresse.

– Quanto mais próximo se mora do centro da cidade, mais estresse, dor de cabeça e irritação se apresenta.

– Jovens que moram em bairros com áreas verdes, tendem a se exercitar mais e mantêm melhores índices de massa corporal.

tree-690363_1280

Não há como dissociar o homem da natureza. O ser humano depende dela para se alimentar e obter recursos como a água, a terra, as plantas, os animais, os oceanos, a energia dos ventos, do sol. O ar que respiramos é oxigenado e umidificado pela vegetação. Sem as plantas não existiríamos porque não teríamos o oxigênio do qual dependemos para viver. As plantas são tão importantes para nossa vida que devemos cultivá-las perto de nós. Em todos lugares devemos ter espaços verdes para restabelecer nossa energia vital, para respirar ar puro, refrescar o ar e receber luz e sol para estimular nossa saúde e bem estar. As pessoas precisam frequentar parques, jardins e áreas verdes para ter o corpo e a mente saudáveis.

parque Lage no Rio de Janeiro
Parque Lage no Rio de Janeiro – área verde no meio da cidade do Rio de Janeiro – foto: Helena Schanzer

 

* Humanscape: Environments for people. Stephen Kaplan &Rachel Kaplan. 1982. Ulrich’s Books, Inc. Ann Arbor, Michigan.

Aprenda a cultivar e fazer mudas da Alpinea vermelha, uma folhagem tropical para o jardim

Uma das plantas tropicais que considero mais bonita pelas suas  flores vermelhas é a Alpinea purpurata*, chamada de Gengibre-vermelho ou Alpinea. Este não é o tipo comestível. É uma herbácea rizomatosa tropical que dá um colorido incrível no jardim. É originária das Ilhas dos mares do Sul, Malásia, é a flor símbolo da Samoa. Cresce a 1,40 a 2 metros de altura e gosta de solo fértil mantido úmido. É muito sensível ao frio, não é indicada para locais onde ocorre geada porque “queima” as folhagens. Se for cultivar aqui, no inverno proteja com sombrite ou com outra planta sobre ela que a proteja da geada. Suas folhas grandes e largas conferem um ar bem tropical ao jardim.

Foto: Pixabay - Alpinea purpurata - gengibre vermelho - flor
Foto: Pixabay – Alpinea purpurata – gengibre vermelho – flor

Eu estava passeando pelas ruas da Barra, no Rio de Janeiro e encontrei um jardim cheio de alpineas floridas. Me aproximei para fotografar e vi que as mudinhas saiam da flor, olha na sequência das fotos.

alpinea purpurata
Foto: Helena Schanzer – Canteiro no Rio de Janeiro com Alpinea vermelha em flor

Recolhi com cuidado as mudinhas e  trouxe para Porto Alegre para plantar no jardim. Agora que o inverno está chegando terei que protegê-la do frio, senão ela morrerá.

Pode se multiplicar também por divisão da touceira com pedaços de raízes junto. As mudas surgem nas brácteas da inflorescência após o florescimento (bráctea = folha modificada e colorida).

brotos na flor
Foto: Helena Schanzer – flor da Alpinea -observe as mudinhas saindo da inflorescencia
mudinhas da alpinea
Foto: Helena Schanzer – Mudinhas de Alpinea vermelha que saem da flor

Depois coloquei na água  estas mudinhas até que começaram a criar raízes. Então plantei algumas direto na terra  e outras em vasos para acompanhar o desenvolvimento.

Alpinea em vaso e  na terra
Foto: Helena Schanzer – Alpinea plantada na terra e outra em vaso.

alpinea em vaso

 

*Plantas Ornamentais do Brasil: arbustivas, herbáceas e trepadeiras.Harri Lorenzi, Hermes Moreira de Souza. Nova Odessa. SP.Instituto Plantarum. 2001.

Cuidado com árvores que entopem canos como o Ficus benjamina!

Existem diversas árvores da espécie Ficus que são nativas do Rio Grande do Sul e são imunes ao corte pela legislação, ou seja, não podem ser cortadas. Em situações especiais podem ser transplantadas mediante autorização da prefeitura. As figueiras nativas do sul* são das espécies: Ficus enormis, Ficus guaranítica, Ficus insipida, Ficus** luschnatiana, F. Monckii** e Ficus organensis**, todas árvores de grande porte que devem ser plantadas na terra em espaços abertos amplos e ensolarados. Farei um post mais adiante sobre esta árvore magnífica.

Neste post falarei sobre uma espécie de figueira exótica, o Ficus benjamina*** que se adaptou muito bem no Brasil. O Ficus benjamina é uma árvore perene de 10-15 metros de altura, nativa da India, China, Filipinas, Tailandia, Austrália e Nova GuinéCuidado ao usar esta árvore! Ela  é muito usada como planta ornamental dentro e fora de casa.  É usada em vasos e tolera ambientes ventosos, frio, inverno rigoroso, verão quente e seco, ou seja, é super resistente e o seu grande problema é o sistema radicular super agressivo.  As raízes desta árvore entopem canos, arrebentam os vasos (mesmo os de cimento), rompem calçadas e as raízes vão causando o maior estrago por onde se alastram. Também é provida de raízes aéreas. Esta espécie de Ficus benjamina,  exótica, quando pequena até se pode cultivar em vasos, mas conforme crescem vão ficando enormes e não se deve replantar em qualquer lugar em função das raízes poderosas e do tamanho adulto da árvore. Se for plantar no solo, plante em locais grandes, sem calçadas, sem redes elétricas aéreas, nem tubulações de qualquer espécie. No final do post mostro para vocês os estragos que uma árvore destas causou numa floreira de um apartamento, entupindo toda tubulação. É impressionante!

Ficus-benjamina common wikimedia
Foto: Common wikimedia – Ficus benjamina em vaso.
 Ficus benjamina variegata em vasinho quando pequeno
Foto: PIXABAY – Ficus benjamina variegata pequeno em vaso no interior de casa.

 

 

 

 

 

Pixabay Ficus-benjamina
Foto: Pixabay Ficus-benjamina plantado na terra – observe que está pequeno e podado.

O Ficus benjaminha da foto abaixo foi plantado na floreira da sacada de um apartamento. Olha as raízes que ocuparam a parte interna da tubulação, obstruindo o cano do pluvial e causando o alagamento da sacada. Foi preciso quebrar o cano para remover do seu interior as raízes do Ficus benjamina. Olha o formato das raízes: ficaram como o cano onde estavam alojadas.

ficus e raízes
Foto: Helena Schanzer – raízes do Ficus benjamina no formato da tubulação de água que o Ficus invadiu.

 

Foto: Helena Schanzer – raízes do Ficus benjamina como ficaram depois                                                                                               de retiradas de dentro do cano
floreira onde estava o ficus
Foto: Helena Schanzer – Olha a floreira onde foi plantado o Ficus benjamina
LOCAL ONDE O CANO TEVE Q SER QUEBRADO
Foto: Helena Schanzer –  cano que teve que ser quebrado para retirar as raízes da árvore                                                                       Ficus benajmina que estava obstruindo
raízes 2
Foto: Helena Schanzer – raízes da árvore Ficus benjamina no formato da tubulação de água que o Ficus invadiu.

 

*Árvores brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas nativas do Brasil/Harry Lorenzi. Nova Odessa, SP. Editora Plantarum, 1992. Brasil.

*Árvores do sul:guia de identificação & interesse ecológico. Paulo Backes & Bruno Irgang. Clube da árvore. Instituto Souza Cruz. 2002.

***Árvores exóticas no Brasil, Harry Lorenzi  et alli. Nova Odessa, SP. Instituto Plantarum, 2003. Brasil.

Conheça a figueira nativa e as diferentes espécies clicando em Figueira nativa do sul do Brasil 

Jardim vertical: conheça as paredes verdes de Patrick Blanc na França

Se falta espaço horizontal,  então podemos explorar as paredes criando um “Jardim vertical“.  Um dos paisagistas pioneiros na arte de criar jardins verticais é o francês Patrick Blanc. Patrick é um botânico francês que modernizou a idéia e já ganhou diversos prêmios por seus jardins verticais que humanizam e enfeitam muros e paredes nas principais capitais do mundo. Selecionei alguns jardins verticais projetados e executados por Patrick Blanc: ele inova e arrasa!

parede verde - jardim vertical - Greenwall
Foto: Pixabay – parede verde – jardim vertical

Existem diversos sistemas projetados para cultivar as plantas nas paredes e muros tornando-os verdes e floridos. O paisagista Patrick Blanc desenvolveu seu próprio sistema de jardim vertical bastante sofisticado com irrigação e fertiirrigação. O sistema consiste em fixar em uma parede que suporte a carga e uma estrutura metálica. Nesta estrutura é colocada uma placa de PVC 10 milímetros de espessura, no qual estão grampeados duas camadas de manta bidim com 3 milímetros de espessura. Estas camadas imitam musgos e apoiam as raízes das plantas. Uma rede de tubos controlados por válvulas fornece uma solução nutritiva que contém minerais dissolvidos necessários para o crescimento das plantas. O bidim é embebido por ação capilar com esta solução nutriente, que flui para baixo pela parede por gravidade. As raízes das plantas absorvem os nutrientes de que necessitam, e o excesso de água é recolhido na parte inferior da parede por uma tubulação antes de ser re-injetado na rede de tubos: o sistema funciona em circuito fechado. As espécies de plantas são escolhidas pela sua capacidade de crescer neste tipo de ambiente e em função da luz disponível. São espécies de forrações com sistema radicular rasteiro, como por exemplo as suculentas, ou plantas epífitas como orquídeas, samambaias, filodendros e bromélias.

Foto: Wikimedia commons  -  Musée du Quai Branly
Foto: Wikimedia commons – Musée du Quai Branly – Jardim vertical de Patrick Blanc

Na foto abaixo, se vê o muro verde feito por Patrick Blanc no arco da rotatória do Grand Théâtre de Provence, em Aix en Provence, de 2008, França.

Mur-végétal-Aix-by-Semepaaix-Own-work.-Licensed-under-CC-BY-SA-3.0-via-Wikimedia-Commons
Foto do Mur-végétal-Aix by Semepaaix-Own-work.- Licensed-under-CC-BY-SA-3.0-via-Wikimedia-Commons

Na foto abaixo, pode-se ver o botânico e artista Patrick Blanc, na sua obra no Centro comercial des quatre Temps (2006) em La Défense, Puteaux, Paris – França. Observe que o jardim vertical abaixo estava recém implantado, dá para ver as mudinhas crescendo do buraco no bidim (parece um feltro, na  cor cinza). Parece um bordado com plantas!

Foto: Wikimedia common
Foto: Wikimedia common – Patrick Blanc, Centre commercial des quatre Temps (2006), La Défense, Puteaux
Patrick_Blanc_Fondation_Cartier,_1991-94 (1)
Foto: Wikimedia common – Patrick_Blanc_Fondation_Cartier,_1991-94

Na foto abaixo pode-se ver o muro verde imenso do prédio Caixa Fórum  com o  Jardim vertical de Patrick Blanc. A Caixa Forum Madrid é um museu e centro cultural no Paseo do Prado em Madrid na Espanha.

My beautiful picture
Foto: Wikimedia common – predio Caixa fórum em Madrid Espanha – Jardim vertical de Patrick Blanc
Le_mur_végétal_(Musée_du_quai_Branly) Wikimedia commons
Foto: Wikimedia commons – Museu Le mur végétal (Musée du quai Branly) – Jardim de Patrick Blanc