Arquivo da tag: projeto de paisagismo

Jardins filtrantes: tratam rios, esgotos e resíduos industriais sem produtos químicos

A empresa francesa Phytorestore, detentora da marca Jardins filtrantes, é especializada no tratamento ecológico de água, solo e ar contaminados feito através das raízes de plantas locais  e sem produtos químicos.  Thierry Jacquet, fundador da Phytorestore na França, aplicou este tratamento na gestão do esgoto do bairro de Wuhan (China) e na limpeza de 3 rios também na China. Além disto, o método foi utilizado no tratamento de despoluição das águas do Rio Sena em Nanterre, Paris,  na França.

Foto: Phytorestore  - paisagem em Nanterre - França
Foto: Phytorestore – paisagem em Nanterre – França

O tratamento é através da  fitorestauração, tecnologia em que as plantas são o principal agente de tratamento das contaminações. Além do tratamento, o projeto consiste em elaborar um paisagismo funcional, onde são criados espaços com o uso de vegetação local.

Foto: Phytorestore - Nanterre -  França
Foto: Phytorestore – Nanterre – França

Deste modo, se confere funcionalidade adicional aos espaços verdes que além de espaços de lazer,  captam a poluição através da ação radicular da vegetação, evitando que se poluam rios e canais da cidade.

Foto: Phytorestore – Nanterre, França – Jardins filtrantes tratam a água do Rio Senna, Paris

 

Foto: Phytorestore Brasil  - projeto em Campinas-SP
Foto: Phytorestore Brasil – projeto em Campinas-SP – Paisagismo funcional

Os jardins filtrantes e o paisagismo funcional: uma das principais características da tecnologia é utilizar a raiz de flores e plantas para filtrar os poluentes químicos da água.Muitos tipos de plantas locais podem ser utilizadas, além de flores. No Brasil, de 30 a 40 tipos de plantas poderiam ser usadas como filtro, dependendo de sua capacidade de filtragem.

Foto: Phytorestore  - Nanterre- França
Foto: Phytorestore – Nanterre- França

Com o tratamento com vegetação, a água pode ficar semi-potável, com aspecto de piscina e é possível criar lagos com plantas aquáticas.

Foto:Phytorestore Brasil Ecoparque-natura
Foto: Phytorestore Brasil Ecoparque Natura

 

 

 

Para mais informações veja:      http://phytorestore.com.br

Sabia que existe um campo de futebol sobre o estacionamento na PUCRS?

Quando passamos pela Avenida Ipiranga em Porto Alegre, se olharmos para o Parque Esportivo da PUCRS (ao lado do Hospital São Lucas da PUCRS) não imaginamos que tem um Campo de Futebol sobre o estacionamento de veículos do Parque. O Parque é enorme, só que não havia espaço para tantas canchas e pistas. Então o uso do espaço foi otimizado através da sobreposição de funções e funciona perfeitamente! Além disto, temos as vantagens do conforto térmico do uso da cobertura verde.

0019 pista
Vista do campo de futebol e da Avenida Ipiranga ao fundo – Foto: Eneida Serrano

Campo de futebol é um “telhado verde”

O projeto arquitetônico/urbanístico do Parque esportivo e do Campo de futebol foram projetados e desenvolvidos pela Santini & Rocha Arquitetos e equipe. O projeto de paisagismo foi desenvolvido por mim em parceria com o arquiteto João Postiga e a colaboração da arquiteta Bianca Giorgis. O projeto do campo de futebol foi desenvolvido e executado em parceria minha com a mestre em gramados esportivos Eng. Agronoma Maristela Kuhn. A área do Parque totaliza 3,5 hectares e do campo de futebol  10 mil m² (incluídos no total). O trabalho, projeto+execução, foi desenvolvido em 2004/2005.

acesso estacionamento embaixo do campo de futebol
O acesso para o estacionamento embaixo do campo de futebol – Foto: Eneida Serrano
0028 pista geral
Vista geral do campo de futebol do Parque Esportivo PUCRS – Foto: Eneida Serrano

O plantio do gramado  do campo de futebol foi realizado através de um sistema de rolos com trator. A área de gramado com mais de 9000 m2 foi plantado em 2 dias com maquinário especial. A irrigação é toda automatizada e foi desenvolvida pelo eng. Rubens Voges. A água para irrigação do campo de futebol, assim como das demais áreas gramadas do Parque Esportivo, vem de poço artesiano existente, merecendo destaque especial o sistema de irrigação que reutiliza a água consumida. A irrigação é feita por aspersores automáticos, embutidos no gramado, comandados por timers e controladores de umidade. Há três reservatórios com 90 mil metros cúbicos de volume total que possibilitam o recolhimento da água de drenagem e sua reutilização. O substrato utilizado foi preparado especialmente para estas condições de gramado sobre laje de concreto.

Campo de futebol do Parque Esportivo PUCRS - Arbusto Plumbago capensis - bela emília - Foto: Eneida Serrano
Campo de futebol do Parque Esportivo PUCRS –  Foto: Eneida Serrano

Na foto acima vemos o arbusto plantado junto ao gramado: Arbusto Plumbago capensis – bela emília.  Esta planta é super rústica e de fácil manutenção.

Foto: Eneida Serrano -  campo de futebol do Parque Esportivo PUCRS
Parque Esportivo PUCRS – vista geral – Foto: Eneida Serrano

O Parque dispõe além deste campo de futebol oficial, de uma pista de atletismo oficial, canchas de tenis, cancha de grama artificial, vestiários, cancha de tênis e pistas para corrida e caminhada. No projeto de paisagismo foram usadas diversas plantas nativas e algumas exóticas adaptadas ao sul. Todas árvores foram catalogadas com placas descritivas da espécie. Abaixo temos a árvore perfumada conhecida como  Jasmim manga, Plumeria rubra.

0042 jasmin manga
Paisagismo: árvores catalogadas com placas descritivas da espécie-  Foto: Eneida Serrano

Siga o Blog Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter


Conheça o jardim de uma cobertura de apartamento com varanda gourmet

O jardim de uma cobertura de apartamento com varanda gourmet têm várias espécies utilitárias plantadas. Diversos temperos, hortaliças e frutíferas estão à disposição do chef de cozinha. Árvores frutíferas como bergamoteira, limão, lichia, laranjinha do japão e plantas trepadeiras como a videira e o jasmim foram plantados em vasos nas sacadas e na cobertura do apartamento. A vegetação recém plantada neste mês emoldura a vista da cidade de Porto Alegre. Na primavera o jardim estará exuberante, com as plantas já mais desenvolvidas.

paisagismo - cobertura - jardim
Foto: Helena Schanzer – cobertura do apartamento com projeto de paisagismo

As arquitetas Anne Bryk e Bibiana Fiterman Costa fizeram o projeto de arquitetura de interiores do apartamento e da cobertura deixando tudo muito versátil, aconchegante e charmoso.  As arquitetas projetaram e executaram o deque de madeira com a piscina cujo design inclui um sofá e degraus que se pode sentar. Após a instalação do deque, as arquitetas e a cliente entraram em contato comigo para criar o jardim. Então, após visitas à floricultura com a cliente, elaboração do projeto de paisagismo e reuniões com a cliente, o jardim foi plantado em 1 dia. A equipe que realizou o plantio foi do engenheiro agrícola Egon Zounar. O recanto da mesa-de-estar ficou envolvido pela vegetação em vasos e floreiras. Com plantas de espécies ornamentais como Ave-do-paraíso, mandevila, clusia, camarões amarelos, cicas e gerânios criou-se o espaço para receber amigos e tomar um banho de piscina.  Quer saber como plantar? veja aqui o passo a passo para plantio de uma vaso com limoeiro e temperos.

vista geral da cobertura jardim paisagismo
Foto: Helena Schanzer – cobertura do apartamento com projeto de paisagismo

Os vasos são de plástico, duráveis, leves e bonitos. Foram escolhidos na cor marrom para combinar com o deque de madeira.

recanto cobertura paisagismo
Foto: Helena Schanzer – cobertura do apartamento com projeto de paisagismo

As arquitetas criaram uma horta vertical com painel de madeira e incorporaram a casinha do cachorro. A casinha do cão tem telhado verde com temperos, olhem fotos abaixo. Na horta gourmet temos pimenta, tomilho, hortelã, sálvia, cebolinha, tomate, manjericão, orégano, manjerona, erva cidreira e melissa.

DSC08580
Foto: Helena Schanzer – horta/painel -projeto e exec.  Arquitetas Anne Bryk e                                                                                                       Arq. Bibiana Fiterman Costa

 

varanda gourmet
Foto: Helena Schanzer – horta/painel -projeto e exec.  Arquitetas Anne Bryk e                                                                                                     arq. Bibiana Fiterman Costa
cobertura jardim e  o cachorro
Foto: Helena Schanzer – paisagismo com frutíferas
piscina e cicas paisagismo
Foto: Helena Schanzer – paisagismo com cica e tumbergia ereta
paisagismo em cobertura de apartamento - jardim
Foto: Helena Schanzer – paisagismo com cica, gerânios, pitanga-anã e dama-da-noite


High Line: conheça o parque construído sobre uma antiga ferrovia em Nova Iorque

High Line é um parque urbano público criado sobre uma ferrovia elevada (a 9 mt do chão*) construída nos anos 1930 que parou de funcionar na década de 1980. Desde então, este espaço estava abandonado.  Em 2009 a área foi revitalizada e transformada em parque. Se estende por 2.6 km em uma das áreas mais movimentadas da cidade de Nova York, na região oeste da ilha de Manhattan.

Foto: Liana V. Verdi -parque High Line em NY
Foto: Liana Viuniski Verdi -parque High Line em Nova York

 

Passear pelo High Line possibilita uma experiência diferente em Nova York. A área do parque cobre mais de dez quadras e você anda sobre uma passarela observando a cidade do alto, com uma vista privilegiada da cidade. Pode-se ver o MOMA (Museu de Arte Moderna), o Empire States Building, a Estátua da Liberdade e ainda avistar o rio Hudson. Caminhar pelo High Line é reconectar-se à cidade de um modo diferente.

Foto: Liana Viunisky  - Vista geral do High Line Parque em Nova Iorque
Foto: Liana Viuniski Verdi – Vista geral do High Line Parque em Nova Iorque
exploring-new-design-features-at-the-rail-yards_list_image  foto divulgação Highlien friends
Foto: High Line Friends Divulgação – bancos no parque
high line vista do witney museum
Foto: Liana Viuniski Verdi -High Line Parque visto do Whitney Museu em Nova Iorque

A organização “Amigos da High Line” e da cidade de Nova York conduziram um processo para selecionar uma equipe de design para o  parque High Line. A equipe selecionada foi James Corner Field Operations, uma empresa de arquitetura paisagística e Diller Scofidio + Renfro e Piet Oudolf (paisagistas). O projeto do High Line é de um telhado verde sustentável, com uso de espécies nativas e de consumo de água sustentável ( baixo consumo e uso de irrigação por gotejamento), além do uso de técnicas de cultivo como mulching ( cobertura morta).

parque High Line em Nova Iorque
Foto: Liana Viuniski Verdi – vista do parque de cima

 

O projeto de plantio do High Line é inspirado na paisagem auto-semeada que cresceu entre os trilhos dos trens. Hoje, o High Line possui mais de 300 espécies de plantas perenes, ervas, arbustos e árvores. Cada um escolhido pela sua rusticidade, capacidade de adaptação, diversidade e variação sazonal na cor e textura.

Pixabay cercis canadensis flores
Foto: Pixabay- Cercis canadensis – arbusto nativo com flores cor de rosa
Foto: Liana Viunisky Verdi - Arbusto nativo dos EUA - Cercis Canadensis Merlot - Flores cor de rosa pink
Foto: Liana Viuniski Verdi – Arbusto nativo dos EUA – Cercis Canadensis Merlot – Flores cor de rosa pink

Algumas das espécies que originalmente cresceram no leito ferroviário do High Line estão na paisagem do parque hoje. As espécies de árvores nativas dos Estados Unidos que crescem no parque High Line: Appalachian Vermelho, Cercis canadensis e Allegheny serviceberry e Amelanchier laevis. Estas espécies não tem nome popular correspondente aqui no Brasil.  Quase metade das plantas são espécies nativas, e muitos foram produzidos por produtores locais. O ecossistema do High Line fornece comida e abrigo para uma variedade de espécies selvagens, incluindo polinizadores nativos.

photo-of-the-week-dawn-viburnum_list_image
Foto: High Line friends – Divulgação – Arbustos nativos – Virbunum
plant-of-the-week-allegheny-serviceberry_list_image
Foto: High Line Friends – Arbusto Allegheny-serviceberry
Foto: Liana Viunisky Verdi -arbustos nativos
Foto: Liana Viuniski Verdi -arbustos nativos
Cotinus ‘Grace’ is a hybrid of the European Cotinus coggygria and a different cultivar ‘Velvet Cloak of the native American smoketree, Cotinus obovatus.
Foto: Liana Viuniski Verdi – arbusto Cotinus ‘Grace’
arbustos nativos espontaneos
Foto: Liana Viuniski Verdi – arbustos nativos espontaneos
Descanso no parque
Foto: Liana Viuniski Verdi – As pessoas  descansam no parque.

*corrigido em 04/07/2015