Arquivo da tag: árvores nativas

Conheça árvores para plantar na calçada

Para escolher uma espécie de árvore para plantar na calçada devemos considerar diversos fatores.  A escolha da espécie deve começar pela análise da situação que temos. Dê preferencia para espécies de árvores nativas para que atraiam a avifauna local. Quando voce atrai a avifauna da região, voce incrementa a biodiversidade.

tibouchina-granulosa - -foto Pixabay
Quaresmeira – Tibouchina  sellowiana    foto Pixabay

A escolha da espécie é importantíssima! Uma árvore dura muitas décadas, então decida com calma.  Existem árvores que possuem sistema radicular agressivo, que entopem canos e levantam o piso da calçada. Plantar uma árvore inadequada pode trazer muita incomodação.

flower-100580_1920
Árvore nativa Pata-de-vaca – Bauhinia candicans   foto: Pixabay

Responda as perguntas: qual a largura da calçada? Qual a situação solar? Qual é o tipo de rua: movimentada ou calma? É dentro de um condomínio ou fica numa rua ou avenida? Informe-se na secretaria de obras ou do meio ambiente do município, o que diz a legislação em relação a distancia de boca-de-lobo e acessos de garagem. Outra questão importantíssima: tem rede elétrica aérea na calçada ou não? E a tubulação, por onde passa? Esta é a parte burocrática da escolha da árvore. A outra parte é que tipo de árvore voce gostaria? Quer ter sol ou sombra na calçada? Quer ter frutos comestíveis ou flores?

Seguem opções de árvores interessantes para calçadas :

Árvores de pequeno porte (adultas atingem até 6 metros ) e podem ser plantadas em calçadas com rede elétrica aérea:

Pitangueira – Eugenia uniflora – árvore frutífera nativa, fruto apreciado pela avifauna e pelas pessoas.

pitanga--foto Pixabay
pitanga–foto Pixabay

Quaresmeira – Tibouchina sellowiana – árvore nativa com floração exuberante, tolera climas frios. A espécie Tibouchina mutabillis , quaresmeira-serrana, se adapta bem na serra e a temperaturas baixas ( geada). A floração é rosa e branca simultaneamente.

quaresmeira-836873_1280

Araça – Psidium catleianum – árvore frutífera nativa, fruto apreciado pela avifauna e pelas pessoas. O araçá vermelho tem o fruto mais saboroso.

Araça vermelho   foto: Pixabay
Araça vermelho foto: Pixabay

Estremosa – Lagestroemia indica. Árvore exótica, floração rosa ou branca na primavera/verão. No outono as folhas adquirem coloração amarelo/dourada até caírem, rebrotando na primavera. Floração  linda!

lagerstroemia-indica-foto Pixabay
Estremosa – Lagestroemia indica-foto Pixabay

Jasmim-manacá – Brunfelsia uniflora – Arbusto ou arvoreta nativa, a floração é roxa e branca simultaneamente e o perfume é incrível. Folhas perenes.

Brunfelsia uniflora
Brunfelsia uniflora- Jasmim-manacá foto Pixabay

O ipe-amarelo ( Tabebuia chrisothrycha) é uma árvore nativa e possui floração espetacular de cor amarelo-ouro. No inverno perde as folhas, o que é bom para climas frios porque permite a passagem do sol.  Tem o ipe-roxo ( Tabebuia avellanadae)  cuja floração é na realidade cor-de-rosa. Também tem ipe -branco e ipe com flor cor rosa claro.

ipe amarelo  -foto Pixabay
ipe amarelo -foto Pixabay
yellow-ipe--foto Pixabay
Flores do ipe amarelo foto:Pixabay
-foto Pixabay
Ipe- roxo foto Helena Schanzer
Árvore nativa Pata-de-vaca - Bauhinia candicans foto: Pixabay
Árvore nativa Pata-de-vaca – Bauhinia candicans foto: Pixabay

Chuva-de-ouro – Cassia multijuga  – árvore com floração em forma de cachos pendentes. Veja onde plantar porque a copa é bem cheia. Por exemplo, se for em uma calçada onde se estaciona o carro, fica dificil sair do carro com esta árvore do lado.

Chuva-de-ouro  -foto Pixabay
Chuva-de-ouro -foto Pixabay

Veja árvores com flores perfumadas

Quando a arborização é inútil

Porque plantar árvores é importante

 

Chegou o inverno, época de comer pinhão!

O inverno chegou. Aquecer-se na lareira tomando chimarrão e comendo pinhão é tudo de bom!  Você sabe de onde vem o pinhão? É o fruto da árvore  conhecida como araucaria ou pinheiro brasileiro.  A Araucaria angustifolia* é uma das maiores árvores da flora nativa e infelizmente consta na Lista das espécies da flora ameaçadas de extinção pelo Ministério do Meio Ambiente. O corte da araucaria é proibido por lei. O pinhão é a semente da araucaria e o fruto se chama pinha.

Pinha e pinhão - Estróbilo_feminino_do_pinheiro-do-paraná
Foto: Wikimedia commons – fruto da araucaria é a pinha onde está o pinhão

A reprodução da araucária na floresta acontece de maneira curiosa: o pássaro da espécie gralha azul  se alimenta da semente, o pinhão. Para garantir o seu alimento, a gralha azul enterra a semente da pinha e desta forma elas germinam  e são disseminadas. Em viveiros o plantio é feito com o pinhão colocado em embalagens individuais e demora entre 20 a 110 dias para germinar. As sementes devem ser plantadas logo após a colheita. A melhor época para a colheita das sementes é nos meses de maio, junho e julho. A época adequada para o plantio das mudas é nos meses de inverno. Outros animais contribuem também na disseminação da semente como roedores, cutias e outras aves.

árvore Araucaria angustifolia - pinheiro brasileiro
Foto: Pixabay – árvore Araucaria angustifolia – pinheiro brasileiro
A  araucaria se destaca na paisagem
Foto: Pixabay – A araucaria se destaca na paisagem com sua copa com os galhos voltados para o céu.

A araucaria é uma árvore perenifólia (não perde as folhas), pioneira, de grande porte, de até 50 metros de altura com tronco retilíneo com 90-180 cm de diâmetro. A planta jovem possui forma piramidal e bem diferente da adulta. O seu fruto, a pinha, pode conter até 150 sementes – os pinhões, que são muito nutritivos e apreciados tanto pela fauna silvestre, quanto pelo homem.  A madeira era usada na marcenaria e carpintaria e foi muito extraída para estes fins até a década de 70, quando seu corte foi proibido. A araucaria ocorre no Estado do Rio Grande do Sul  até Minas Gerais em lugares com altitude maiores de 500 metros. É a árvore simbolo do Paraná. Uma curiosidade sobre a Araucaria é que existe a árvore feminina que forma as pinhas e tem a árvore masculina que forma cones que produzem o polen. A polinização é feita pelo vento.

araucana-91293_1280
Foto: Pixabay
Pinhão - fruto da araucaria
Foto: Helena Schanzer – Pinhão – fruto da araucaria

 

 

*Árvores do sul: Guia de identificação & interesse ecológico. Paulo Backes & Bruno Irgang. Clube da árvore. Instituto Souza Cruz.