Arquivo da tag: jardinagem

Projeto inovador combina reciclagem de resíduos com cultivo de hortaliças

Voce já pensou sobre a quantidade de resíduos orgânicos que coloca no lixo todo dia? A ‘PRIMA HORTA’ desenvolve projetos de compostagem e produção de alimentos puros, dando destino ecologicamente correto ao lixo orgânico que você descarta. Saiba que cada pessoa gera pelo menos 1 quilo de lixo por dia!  Pensando em dar um destino mais nobre a esta matéria prima, uma engenheira agrônoma, uma jornalista e um publicitário uniram seus conhecimentos e criaram este produto inédito.

pimenteiras
pimenteiras – foto: Pixabay

Eu, a jornalista Suzana Naiditch e o publicitário Gustavo Fávero formatamos o negócio sustentável que alia a reciclagem de resíduos organicos, a compostagem com o  plantio  de espécies vegetais comestíveis. Empresas, universidades, shopping centers e construtoras que pretendem inovar e aderir a uma ação de grande impacto ambiental, social e de marketing, agora podem contar com a ‘PRIMA HORTA’. A Prima Horta desenvolve todo o projeto formando um ciclo através da compostagem e da produção de alimentos, dando destino ecologicamente correto ao lixo orgânico, um dos grandes problemas das grandes cidades em todo o mundo.

pimentas brotando
Pimenteiras nascendo Foto: Helena Schanzer

Imagine plantar e colher frutas, hortaliças e temperos com o adubo gerado pelos resíduos orgânicos dos alimentos? Nós temos a tecnologia e o expertise para isto desenvolvidos pela PRIMA HORTA. O diferencial é que agregamos ações e marketing verde com Branded Content.

Qual o nosso conceito básico?

– definição de um local, com base na produção de lixo;
– reciclagem, com aproveitamento dos resíduos orgânicos;
– plantio de verduras, hortaliças, temperos, frutas, chás etc;
– consumo otimizado de água e energia.

lixo organico
Resíduos orgânicos – foto: Pixabay
dente de leão - PANC - Planta alimenticia não convencional
PANC Dente-de-leão foto: Pixabay

 Quer saber mais sobre a PRIMA HORTA? Entre em contato através do email:  primahorta@gmail.com e pelo Facebook Prima Horta

5 dicas para turbinar as plantas do jardim

Vou dar 5 dicas de expert para cultivar as plantas:

1. A planta cresce e o tamanho do vaso deve acompanhar o crescimento:

O espaço que a planta ocupa acima do solo é praticamente o mesmo que as raízes ocupam abaixo da terra. Tenha isto em mente quando for comprar um vaso para sua planta. Quando a planta estiver com a copa dela bem cheia e  voce observar que ela começa a perder um pouco o vigor e a vitalidade é o momento de oferecer mais espaço para as raízes se desenvolverem e também de renovar o solo com nutrientes: troque a planta para um vaso maior com terra nova.

parsley-5766_1280
Raízes crescem proporcionalmente à parte aérea da planta foto: Pixabay

2. As plantas costumam crescer verticalmente, então quando queremos que elas “encham” e cresçam no sentido lateral, temos que podar alguns centímetros as pontas dos galhos. Isto faz com que ela se bifurque e rebrote mais. Veja na foto:

poda
rebrotes laterais

3.  Ao plantar, aperte a muda contra a terra para dar o máximo de aderência das raízes ao solo. Não deve ficar espaço de ar entre as raízes da planta e a terra porque isto causa o ressecamento da raíz e dificulta o pegamento da muda nova. Esta dica é muito importante! Em mudas de hortícolas esta dica é fundamental.

aperte a muda
aperte a muda

4. A camada de drenagem do vaso é muito importante porque a água da rega em excesso deve escoar perfeitamente para não causar o apodrecimento das raízes. Use galhos e folhas secas para fazer a camada de drenagem do vaso.

Drenagem do vaso com galho e folhas secas foto: Helena Schanzer

5. Na composteira: se aparecerem bichos e insetos indesejáveis, tente alterar o PH  da pilha do composto adicionando um pouco de calcário. Isto altera a população de microrganismos e diminui o cheiro de decomposição. Mantenha a composteira com tampa ou alguma cobertura para evitar que as moscas se multipliquem ali.

calcario
Calcário

Veja como plantar

Porque as plantas são importantes

 

 

A churrasqueira que virou um jardim no apartamento

Para voce que acredita que não tem espaço para ter plantas em casa ou que não tem tempo para cuidar delas, acompanhe este case da minha amiga jornalista Suzana Naiditch, que assina o blog Mundo dos Negócios, também no site da Rádio Gaúcha.  No seu apartamento, a área da churrasqueira não era muito usada. Suzana começou colocando alguns vasinhos de plantas nas prateleiras para enfeitar. De vez em quando me pedia umas dicas de como cuidar, como regar. O que começou timidamente com um vasinho que outro, acabou virando uma pequena floresta.  Veja e se inspire!

A churrasqueira virou jardim
A churrasqueira virou jardim Foto: Helena Schanzer

Temperos, flores e folhagens não apenas decoram o espaço, como também proporcionam bem estar aos moradores e visitas.  A jornalista descobriu um hobby na jardinagem e ainda deixa sua casa mais verde e aconchegante: “Eu não tinha plantas. Achava que davam trabalho e que morriam. Hoje eu mudei. Amo este espaço verde e estou sempre mexendo, mudando. É uma terapia.”

muitas plantas
Muitas folhagens tropicais foto: Helena Schanzer
pimenta
Pimenta, espada-de-são-jorge
vasinhos
Hortelã, pimenta e orégano em vasinhos

 

O local tem muita luminosidade natural e pega o sol da manhã, o que possibilita cultivar temperos.

Veja os vasos com temperos e a colheita de orégano deste vaso:

Veja como plantar hortelã

Passo a passo para começar a plantar

Plante couve para o suco verde

Plantas transformam parede em jardim vertical na Renner

Siga o Blog Jardim de Helena:
Facebook / Instagram / Twitter

 

 

Terraço se transforma em jardim com acessibilidade

Um terraço aberto com desníveis se transformou em um agradável espaço com jardim acessível para cadeirantes. Para contar sobre como este charmoso terraço ganhou um deque e jardim, conversei com Isabel Locatelli e Luiz Carlos Felizardo. Eles costumam passar  agradáveis momentos ao ar livre no jardim.

Jardim para contemplar -escultura Tenius   Foto: Isabel Locatelli
Jardim para contemplar -escultura Tenius Foto: Isabel Locatelli
Jardim com acessibilidade
Terraço de apartamento se transformou em jardim foto: Isabel Locatelli

A Isabel Locatelli é publicitária e começou sua carreira profissional trabalhando com Eva Sopher, como Gerente de Programação do Theatro São Pedro, em 1984, assumindo depois a Direção Artística do teatro. Após, durante 20 anos, foi sócia da empresa Solé Associados, especializada em projetos de teatros e da PoArt Gerenciamento Cultural, administrando a equipe do Santander Cultural a partir de sua abertura. Atualmente trabalha como produtora cultural independente. Casada com o fotógrafo Luiz Carlos Felizardo, precisaram transformar a varanda e o jardim para ter acessibilidade, pois Felizardo é cadeirante. Eles reformaram o piso da varanda colocando um deque para que todo o apartamento ficasse no mesmo nível e fosse possível ele transitar de forma autônoma entre o apartamento e a área externa.

Terraço de apartamento se transformou em jardim  foto: Isabel Locatelli
Terraço é um jardim foto: Isabel Locatelli

Após a reforma do deque, os inúmeros vasos, plantas e enfeites antigos que  eles possuíam, precisavam ser realocados. Então a Isabel me chamou. Após visitar o local, pensamos como renovar o verde da varanda sem gastar muito e reaproveitando tudo o que já existia de folhagens e vasos. Para revitalizar o jardim , se investiu em um vaso, plantas tipo forrações ( gerânios, temperos e lavandas) e na renovação de toda terra dos vasos por composto orgânico rico em nutrientes.

Pitangueira e enfeites no jardim Foto: Isabel Locatelli

1. Como era o jardim antes?
O jardim possuía um pequeno deck em madeira, que exigia manutenção constante, distante das portas de acesso e o restante do piso era em pedra porosa entremeada de brita.

2. Colocaste um deck para nivelar com a sala? O deque é de plástico? Quais as vantagens?
Instalamos um deck de madeira plástica, que é fabricado reciclando produtos plásticos que são rejeitados por outras empresas, 100% ecológico , resistente à umidade, sendo então mais durável e de baixa manutenção. Agora, após ter ficado com acessibilidade total e ter tido a consultoria para remanejamento das plantas de forma a ficar mais livre a circulação, passou a ser a área nobre da casa !

DSC_0123
Bancos e enfeites dão o charme para o jardim Foto: Isabel Locatelli

3. Quantos enfeites interessantes no jardim:  placa do consultório do pai do Felizardo, esculturas, todos enfeites tem um história para contar?
Sim, nosso apartamento reúne muitos móveis e objetos que são parte de nossa memória afetiva – não gostamos de decoração programada, ela vem junto com nossas vidas e, como diz uma amiga arquiteta, deixamos a “casa conversar conosco”. Assim, temos no jardim uma placa do consultório do Dr. Octacílio Rosa, avô do Felizardo, uma escultura do artista gaúcho Tenius, uma antiga estrutura em ferro que apoiava uma bacia com jarro de porcelana da bisavó do Felizardo, um relevo em bronze do Vasco Prado, um espelho anos 50 do edifício Coral de Atlântida, entre outras coisas.

4. Qual a área do jardim?
O jardim tem, aproximadamente, 23 m2. Ele é utilizado para encontros com amigos e bebendo um bom vinho, para nós dois jantarmos em noites agradáveis, para tomar um chimarrão de manhã, como apoio à área da churrasqueira, que é envidraçada e contígua. Também eu uso como lazer – cuidar das plantas, que é uma excelente terapia. Após ter tido a consultoria para remanejamento das plantas de forma a ficar mais livre a circulação, estamos utilizando em quase todas as noites de primavera.

5. E a horta, o que estás cultivando nos vasos?
Temperos como hortelã, manjericão, manjerona, alecrim, sálvia, salsa, cebolinha, estragão e também iniciando uma tentativa de alface, rúcula e couve.

Jardim para contemplar -escultura Tenius   Foto: Isabel Locatelli
Jardim para contemplar -escultura Tenius Foto: Isabel Locatelli

6. Como que cuidas do jardim?
Em dias de calor rego diariamente à noitinha, mensalmente tiro os inços e estou sempre colocando novas mudinhas para preencher os vasos com as plantas grandes, que coleto em casa de amigos. Também gosto muito de encontrar artefatos de iluminação – quando viajo, trago pequenas luminárias solares, que criam efeitos lindos. Na parede lateral ao espaço da churrasqueira está sempre sendo acrescida de novos vasos, tentando criar um pequeno jardim vertical.

DSC_0092
Jardim para contemplar – vasos na parede Foto: Isabel Locatelli

7. O que mais achares interessante contar para inspirar e dar ideias para as pessoas de como aproveitar um pátio.
Um pátio é um oásis no meio da cidade – visitei mais de 150 apartamentos até encontrar este. A proximidade diária com plantas e a possibilidade de tomar um sol, lendo um bom livro, ou olhar uma linda lua, são inestimáveis. Cultivar os próprios temperos, orgânicos, incentiva a cozinhar, criar novos pratos, saborizar uma água. Também a possibilidade de ter amigos conosco, trazer nossa netinha bebê que está descobrindo o mundo e poderá brincar e sentir aromas diferentes é delicioso.
A consultoria da Helena foi fundamental para criarmos esta ambientação tão gostosa.

Para quem quiser conhecer o livro do fotógrafo Luiz Carlos Felizardo, entre em contato com Isabel por email ou telefone: isabel.locatelli@gmail.com e 51-991136085

 

Como adubar as plantas e fazer seu adubo em casa?

Voce não se alimenta todos os dias? Pois então, as plantas também! Todos os dias precisam de um pouco de água (conforme a espécie) e de nutrientes para se manterem vivas e crescerem. Para a planta florescer e frutificar, precisa de energia, ou seja, água e nutrientes. O sol ativa os processos internos da planta como a fotossíntese e o metabolismo da planta. E a planta retira do solo, através do sistema radicular,  os nutrientes que precisa para realizar os processos de crescimento.

agriculture-1079299_1920
A adubação muda conforme a espécie e sua necessidade foto: Pixabay

Algumas espécies são mais exigentes e outras menos. Por exemplo , as plantas suculentas são pouco exigentes em nutrientes no solo. As hortaliças retiram muitos nutrientes do solo no seu ciclo de vida. Como repor os nutrientes para as plantas do jardim e dos vasos? Se voce recicla o seu lixo orgânico e produz se adubo, use-o que as plantas ficarão satisfeitas.  Se for comprar na floricultura, escolha substratos ricos em matéria orgânica e ricos em nutrientes. São suficientes para nutrir as plantas. Em relação aos adubos líquidos , use para as plantas que dão flor, como geranios, orquídeas e jasmim.  Para ser mais sustentável o certo é plantar usando um produto derivado de reciclagem. Pode ser um composto orgânico resultante da reciclagem de resíduos industriais ou da compostagem caseira, ambos ricos em matéria orgânica e nutrientes para as plantas.

composto organico usado para plantar
composto organico usado para plantar foto: Helena Schanzer

A indústria da celulose, de sucos de laranja e do bagaço da uva produzem resíduos após a produção do suco da fruta ou do papel de celulose da árvore. Tais resíduos são excelentes matéria-prima para adubos/compostos orgânicos. O composto orgânico resultante da compostagem em larga escala destes resíduos é rico em nutrientes e com ótimas características para o plantio. E damos uma origem nobre para produtos que iriam para o lixo.

Reciclando o lixo orgânico em casa:

Outra opção que é sustentável é usar o húmus produzido pela reciclagem do lixo orgânico da cozinha através da compostagem caseira. Transformamos nosso resíduo da cozinha em adubo rico em nutrientes para o jardim e para os vasos. As minhocas aparecem espontaneamente vindas do o solo natural do local e ajudam a diferir o lixo orgânico transformando em húmus.

Uma opção bem legal são minhocários feitos de caixas plásticas empilhadas, ( na Internet tem) que se pode ter no pátio de casa.

Para apartamento já vi composteiras bem sofisticadas, veja aqui:   Composteira-eletrica-portatil transforma resíduos de cozinha em adubo em 24h -site Ciclo vivo

Para que a planta se desenvolva ela precisa de nutrientes, água, ar e luz solar. Os nutrientes estão no substrato, que vem a ser a mistura de terra+areia+composto orgânico+outros materiais preparados conforme as características de cada planta. Até os anos 90, permitia-se retirar terra da natureza para vender, era permitido jogar os resíduos industriais no rio, gerando uma poluição e mortantade de peixes fenomenal. Nos dias de hoje isto soa absurdo, ainda bem!

Veja aqui uma composteira caseira que voce compra pronta da Tramontina

Saiba Porque o contato com a natureza faz bem para a saúde

Veja plantas floríferas adaptadas ao litoral

Veja o Blog Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook/Instagram/Twitter

 

Manjericão: plante e use no molho pesto, veja receita

Tempero versátil e muito usado na culinária, o manjericão (Ocimum basilicum) pode ser plantado em vasos, floreiras e no jardim – no solo.  Existem pelo menos 5 variedades diferentes de manjericão*, cada uma delas com um sabor peculiar e diferente: manjericão-roxo, manjericão Limoncino (com aroma de limão), manjericão “Grecco a Palla”, alfavacão, alfavaca vermlho rubi e manjericão “Gennaro de menta”.

Planta do Manjericão roxo
Planta do Manjericão roxo foto: Pixabay

Para cultivar o manjericão é necessário sol pelo menos 6 horas por dia. Ele gosta de solo rico em composto orgânico e bem drenado, mantido úmido. A planta adulta chega a 50 cm de altura. O manjericão pode ser plantado através de sementes, mudas e estaca (galho) da planta.

bee-1670038_1280
manjericão comum

Para ter o manjericão sempre exuberante, colha os ramos para que venham novas brotações. Para que dure mais, corte a floração. Ao fazer a poda, os ramos podem virar um lindo arranjo floral  e voce vai utilizando para fazer o seu molho pesto.

manjericão recém colhido
Manjericão em arranjo floral by Gabriela Hess
basil-91077_1280
Manjericão em vaso – foto: Pixabay

 Receita de Molho Pesto com manjericão

Molho pesto com Manjericão
Molho pesto com Manjericão foto Pixabay

Receita de molho pesto:

Ingredientes:

– 1 xicara de  folhas de manjericão,  1/2 xicara de nozes, pinoli ou castanha- de-caju ( pode dar um leve tostada),  azeite de oliva para dar liga, 1/2 dente de alho, sal, pimenta do reino, e 1/2 xicara de queijo parmesão. Dica: colocar 1/2 colher de chá de mel para dar um toque adocicado.

Misture os ingredientes em um processador de alimentos ou com um pilão. Depois de pronto,  por último coloque o queijo parmesão ralado. Tempere com o sal, pimenta e e está pronto para usar em massas, saladas, frango e risotos.  A receita é inspirada no livro  “A Itália de Jamie”, do chef ingles Jamie Oliver.

* catálogo de sementes ISLA

 LEIA TAMBÉM:

Veja aqui o passo a passo para plantar o manjericão em vaso: Frutíferas e temperos cultivados em vaso

Veja como plantar um horta em floreira

Cultive salsinha em casa

Veja Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook/Instagram/Twitter

 

 

 

Novembro azul: veja flores azuis para o jardim

Novembro azul é o mês da conscientização e prevenção do cancer de próstata. O cancer de próstata é o segundo tipo que mais mata os homens. Com prevenção e detecção precoce,  as chances de cura são de 90%.

Para lembrar da importância deste cuidado com a saúde, escolhi 3 flores azuis que são fáceis de cultivar. As hortencias ( Hydrangea macrophylla) podem ter floração azul, rosa ou branca. Em solos alcalinos, as flores se tornam róseas.

hortencia
Flor hortencia foto: Pixabay

Saiba mais: Hortências são explosão de cor nas estradas para a serra gaúcha

A Neomarica caerulea, falsa-íris, é uma herbácea nativa que floresce várias vezes ao ano. Planta muito resistente e fácil de cultivar. As flores podem ser azul-violeta ou branca com centro azul.

neomarica-caerulea-299618_1280
Neomarica caerulea – falsa íris

A foto a seguir é do arbusto Plumbago capensis, Bela emília. Planta arbustiva e pendente, originária da Africa do sul, dá cachopa de flores azuis quase o ano todo. Quando o inverno é rigoroso, a planta fica “queimada”, mas é só podar a parte seca que a planta se recupera e cresce com vigor.

plumbago-827782_1280
Plumbago campensis – Bela Emília foto: Pixabay

Outubro rosa: dicas de flores cor de rosa para cultivar

Lavandas tem perfume suave e podem ser plantadas em vasos

Gerânios florescem o ano todo!

 

 

 

Dica de 3 flores cor-de-rosa em homenagem ao Outubro Rosa!

Para lembrar a importância da prevenção no controle do cancer de mama, o IMAMA lançou a campanha Outubro Rosa e pediu que enchêssemos o Estado de cor-de-rosa.   Escolhi 3 espécies de flores cuja floração é cor-de-rosa com nomes inspiradores para a mulherada poderosa: Rosa, Cosmos e Sempre-viva. As 3  flores são fáceis de cultivar.

rose-168457_1920
Rosas foto: Pixabay

Para cultivar rosas, compre mudas da planta que é vendida em vários tamanhos, variedades e cores. Lembre que existem rosas de hábito arbustivo e trepadeiras.

rose-1610932_1920
Mais rosas foto:Pixabay

A flor chamada de Cosmos é plantada através de sementes que podem ser compradas. É bem fácil de cultivar, bem rústica e gosta de sol.

Cosmos, floração cor-de-rosa foto: Pixabay
Cosmos, floração cor-de-rosa foto: Pixabay

A flor Sempre-viva é semeada e é de fácil cultivo. Muito usada em arranjos de flor seca, dura muito tempo quando desidratada corretamente.

flowers-398941_1920
Sempre-viva foto: Pixabay

Meninas, lembrem-se sempre que o contato com a natureza é terapêutico e importante para a cura das doenças. Então respire ar puro, cultive seus alimentos, coma alimentos mais saudáveis e faça exercícios.

Veja como plantar com sementes

Saiba como ter frutíferas em casa

Faça sua horta na sacada

SAIBA MAIS SOBRE OUTUBRO ROSA E AS AÇÕES PARA AUTOCONHECIMENTO SOBRE O CANCER DE MAMA

Siga o Blog Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter

 

Dia das crianças: tem jardim na escola do seu filho?

As crianças estão brincando cada vez mais longe da natureza.  As crianças de antigamente se exercitavam e se distraiam brincando na rua, no sol, ao ar livre. Aprendiam brincando, em contato com a natureza. Hoje, infelizmente, as escolas infantis tem cada vez menos área verde, os pátios são todos pavimentados e a vegetação é escassa.  Brincar ao ar livre, torna as crianças mais felizes e espertas. Ainda bem que existem movimentos para resgate desta infância antiga, me acompanhe aqui.

Crianças brincando com água
Crianças brincando com água foto: Pixabay

O contato com o ar puro, o sol e a natureza deixa elas mais saudáveis também. Lembram de quando era possível brincar na rua, sem celular para nossa mães nos encontrarem? Passávamos o dia em grupos na rua correndo, brincando de sapata, de esconder e na hora do almoço estávamos famintos!

playground-1383133_1920
Playground para crianças foto: Pixabay

Um movimento cultural e educacional está emergindo com novas abordagens para a educação na primeira infância  baseada na natureza. Este movimento nos oferece um vislumbre do que a infância costumava ser, e busca resgatá-la com modernas recriações do jardim das crianças. Sugerem  o pré-escolar em contato com a natureza e o jardim de infância da floresta. Se nós olhamos  estes exemplos, podemos ser capazes de resgatar a infância.

children in a park
Crianças no bosque Foto: Pixabay

Imagine que no ano 1916 o jardim de infância tinha no currículo aulas como: “observação do sol, da lua, das estrelas, do céu, das nuvens, chuva e neve,  cuidados de animais vivos, (como um gatinho), nomes de aprendizagem de objetos naturais. ”  Alguma pré-escolas e jardins de infância ainda são mais puristas e vão além: alguns jardins de infância na Europa ( por ex. Alemanha), as crianças passam 80 a 90% do tempo ao ar livre. Fazem imersões na natureza através de passeios em florestas, com riachos e ficam em fazendas.

children-playing-334531_1920
Meninas brincando em playground foto: Pixabay

Veja também:

Jardim vertical: como encher de plantas um muro!

Férias de julho com as crianças: plante uma horta e faça ioga

Adolescentes: qual o espaço aberto ideal para eles?

Bem estar: porque o contato com a natureza  faz bem

 

Que tal uma sala de leitura em um jardim?

Vejam que criativo este espaço público no Jardim da Estrela em Lisboa, Portugal.   Criaram uma sala de estar e leitura ao ar livre, com biblioteca no meio do jardim. Para ter jeito de sala, colocaram até lustre. Todos móveis são cheios de estilo e design. Que idéia inspiradora!

jardim da Estrela em Lisboa
Sala de estar ao ar livre no Jardim da Estrela – foto: Gisela Unis

Este Parque público foi construído ao estilo dos jardins ingleses, de inspiração romântica. Possui 4,6 hectares e fica no Largo da Estrela, Lisboa, Portugal. Foi inaugurado em 1852, tem 164 anos!!!

257305ab-2312-46ae-884d-38772a143a5b
Poltronas e livros ao ar livre no Jardim da Estrela – foto: Gisela Unis

É administrado pela Câmara Municipal de Lisboa.   Possui dois parques infantis e um jardim de infância da Santa Casa da Misericórdia. No centro do jardim, a Câmara Municipal de Lisboa disponibiliza um quiosque da Biblioteca Municipal.

IMG-20160929-WA0005
Parque em Lisboa – sala de leitura ao ar livre foto: Gisela Unis
IMG-20160929-WA0006
Lendo no Jardim da Estrela – foto: Gisela Unis

 

IMG-20160929-WA0007
Sala no Jardim da Estrela – foto: Gisela Unis
IMG-20160929-WA0008
Sala de estar ao ar livre no Jardim da Estrela – foto: Gisela Unis

 

0412d324-8308-406f-b7f3-49846b6e4b69
Muitos ângulos de visão da sala no Jardim da Estrela – foto: Gisela Unis
8bf2d106-68f6-4256-8e91-d8c636a04b94
Sala de estar ao ar livre no Jardim da Estrela – foto: Gisela Unis
10a34348-331e-438f-90ac-f187a664b341
Biblioteca- quiosque ao ar livre no Jardim da Estrela – foto: Gisela Unis

E quando chove?  Recolhem tudo e depois colocam de novo no lugar! Simples!

 

Quer saber como fazer um jardim na sua casa?

Plantando árvores frutíferas no apartamento

Siga Jardim de Helena nas redes sociais:

Facebook / Instagram / Twitter